ADVIL WHITEHALL - Bula

ADVIL WHITEHALL



ADVIL WHITEHALL

WHITEHALL

Analgésico Uso adulto e crianças acima de 12 anos

Composição

Cada comprimido revestido contém: ibuprofeno 200 miligramas

Informações técnicas

O ibuprofeno é um derivado do ácido fenilpropiônico. Sua propriedade analgésica pode ser atribuída à inibição da síntese de prostaglandina e dos tromboxanos a partir do ácido araquidônico. Aproximadamente 80% da dose são absorvidos no trato gastrintestinal. A ação se inicia em cerca de 30 minutos e o tempo de duração da ação analgésica é de 4 a 6 horas.

Indicações

Na dose de 200 miligramas por unidade de dispensação por via oral, em automedicação orientada para alívio temporário da dor leve a moderada associada a resfriado comum, dor de cabeça, dor de dente, dores musculares, dismenorréia e febre.

Contraindicações

Não utilizar nos casos em que o ácido acetilsalicílico, iodeto e outros anti-inflamatórios não-esteróides, inclusive o ibuprofeno, tenham induzido asma, rinite, urticária, pólipo nasal, angioedema, broncoespasmo e outros sintomas de reação alérgica ou anafilática, Evitar o uso durante a gravidez, exceto por orientação médica.

Precauções

Os pacientes que não toleram o ácido acetilsalicílico ou quaisquer dos demais analgésicos anti-inflamatórios não-esteróides também podem não tolerar o ibuprofeno. Evitar o uso simultâneo com outros analgésicos, inclusive o próprio ibuprofeno, ou, ainda, medicamentos que possam causar hipoprotrombinemia, trombocitopenia ou úlcera/irritação gastrintestinal. Podem ocorrer reações de hipersensibilidade em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico e outras doenças do colágeno. Utilizas com cautela em pacientes idosos, iniciando o tratamento com doses reduzidas. Deve ser administrado com cautela em pacientes com desordens sanguíneas, doentes cardíacos, com úlcera péptica e aqueles que recebem anticoagulantes cumarínicos.

Interações medicamentosas

Evitar o uso concomitante com ácido acetilsalicílico, paracetamol, iodetos, outros anti-inflamatórios não-esteróides; corticotrofina uroquinase, hipoglicemiantes orais ou insulina, anti-hipertensivos e diuréticos, ácido valpróico, plicamicina, compostos de ouro, lítio e probenecida.

Reações adversas

A incidência de reações adversas é baixa, porém podem ocorrer náuseas e vômitos, diarréia, constipação intestinal e dor epigástrica, reações de hipersensibilidade, ambliopia tóxica, elevação significativa da transaminase no soro, retenção de líquidos e edema. Inibição de agregação plaquetária, linfopenia, anemia hemolítica, agranulolocitose, trombocitopenia, rash cutâneo, depressão e insônia.

Posologia

Adultos Tomar l comprimido revestido a cada 4 a 6 horas. Tomar o comprimido com leite ou comida, se ocorrerem azia ou dor estomacal ocasional.

Crianças Não administrar em crianças com menos de 12 anos de idade, exceto sob orientação e acompanhamento médico.

Conduta na superdosagem

Os sintomas incluem vertigem, nistagmo, apnéia, inconsciência e hipotensão. Não há antídoto específico, devendo-se promover o tratamento dos sintomas. A hipotensão pode ser minimizada com a administração de líquidos. Promover esvaziamento gástrico através da indução de vômito ou lavagem gástrica, instilar carvão ativado e manter a produção de urina.

Apresentações

Embalagens com 20 e 200 comprimidos revestidos de 200 miligramas

Informações adicionais à disposição da classe médica, mediante solicitação


Bulas
Principal