Cardiolite - Bula

Cardiolite



Laboratório

Bristol

Apresentação de Cardiolite

frascos de 5 mL em estojos de dois (2) e cinco (5) frascos, estéreis a apirogênicos.

Cardiolite - Indicações

Imagem do miocárdio: O Cardiolite, estojo para a preparação de injeção de Tecnécio 99mTc-Sestamibi, é um agente de perfusão do miocárdio indicado para a detecção de doença arterial coronária através da localização de isquemia no miocárdio (defeitos reversíveis) e infarto (defeitos irreversíveis), na avaliação da função do miocárdio e na obtenção de informações que possam auxiliar decisões sobre a conduta a ser seguida com relação ao paciente. A avaliação de isquemia do miocárdio pode ser realizada através de técnicas de repouso e esforço (sendo que o esforço pode ser obtido através de exercício ou estresse farmacológico, de acordo com as instruções de uso do fármaco escolhido). Geralmente não é possível diferenciar entre infartos recentes ou antigos nem diferenciar infarto do miocárdio recente de casos de isquemia.

Contraindicações de Cardiolite

NENHUMA CONHECIDA.

Advertências

No estudo de pacientes com suspeita ou confirmação de doença cardíaca, deve-se assegurar monitoria e tratamento contínuos de acordo com procedimentos clínicos seguros e reconhecidos. Tem-se registrado uma baixa frequência de óbitos entre 4 e 24 horas após a utilização do tecnécio 99mtc-sestamibi, em geral associados ao teste de esforço com exercício (ver precauções). A indução farmacológica de estresse cardiovascular pode estar associada à sérias reações adversas, tais como, infarto do miocárdio, arritmia, hipotensão, broncoconstrição e eventos cerebrovasculares. Deve-se tomar precauções quando o estresse farmacológico for a alternativa escolhida; somente deve ser usado quando indicado e de acordo com as instruções de uso especificadas para o agente escolhido. Raramente o tecnécio 99mtc-sestamibi foi associado à reação Alérgica severa aguda e eventos anafiláticos de angioedema e urticária generalizada. Em alguns pacientes os sintomas alérgicos desenvolveram-se na segunda injeção durante a obtenção das imagens com Cardiolite?. No momento da administração do tecnécio 99mtc-sestamibi deve-se tomar alguns cuidados, assim como, manter disponíveis equipamentos médicos para o caso de alguma emergência. Além disso, antes da administração do Cardiolite?, o paciente deve ser questionado sobre a possibilidade de ter alguma reação alérgica a este medicamento. Não foram estudadas outras vias de administração, além da injeção por via intravenosa. No caso de administração por outra via além da recomendada, a eficácia clínica seria significativamente reduzida e poderia ocorrer reação no local da injeção. Precauções: Geral Os conteúdos do frasco devem ser usados apenas na preparação do tecnécio 99mtc-sestamibi e não devem ser administrados diretamente ao paciente sem passar previamente pelo processo de preparação. Medicações radioativas devem ser manipuladas com cautela e devem-se tomar medidas de segurança apropriadas para minimizar a exposição do pessoal clínico à radiação. Deve-se, também, tratar de minimizar a exposição dos pacientes à radiação de acordo com normas de conduta apropriadas para com o cuidado dos pacientes. Os conteúdos do estojo não são radioativos antes da preparação. Mas, após acrescentar a injeção de 99mtc-pertecnetato de sódio, deve-se manter a preparação final sob blindagem adequada. Os componentes do estojo são estéreis e apirogênicos. É essencial seguir as orientações cuidadosamente e assegurar que o produto seja preparado sob condições estritamente assépticas. As reações envolvidas na marcação com 99mtc-tecnécio dependem da manutenção do íon estanoso no estado reduzido. Consequentemente, não se deve utilizar solução de 99mtc-Pertecnetato de sódio que contenha oxidantes. O tecnécio 99mtc-sestamibi deve ser utilizado dentro de 6 horas após a preparação. Os radiofármacos devem ser usados somente por médicos devidamente qualificados mediante treinamento e experiência no uso e manuseio seguros de radionuclídeos, e cujo treinamento e experiência tenham sido aprovados pela agência governamental competente para regulamentar o uso de radionuclídeos. Os testes sob condições de estresse devem ser realizados apenas com supervisão de um médico qualificado, e em laboratório equipado com aparelhagem adequada para ressuscitação e suporte. os limiares mais frequentes no teste de estresse através de exercício, que resultam no término do teste durante estudos controlados (dois terços dos pacientes eram cardíacos), foram os seguintes: Fadiga 35 % Dispnéia 17 % Dores no peito 16 % Depressão st 7 % Arritmia 1 % Informações aos pacientes Os pacientes deverão ser orientados à informar seu médico se já tiveram alguma reação alérgica ao Cardiolite ou se já realizaram algum exame com esta medicação.

Uso na gravidez de Cardiolite

Não foram realizados estudos de reprodução em animais e teratogenicidade com o tecnécio 99mtc-sestamibi. Também não se sabe se o tecnécio 99mtc-sestamibi pode causar danos ao feto quando administrado a mulheres grávidas, ou se pode afetar a capacidade reprodutiva. Não foram realizados estudos com mulheres grávidas. O tecnécio 99mtc-sestamibi somente poderá ser administrado a uma mulher grávida se estritamente necessário. Amamentação O tecnécio 99mtc-pertecnetato é eliminado através do leite humano durante a lactação. Não se sabe se o mesmo acontece com o tecnécio 99mtc-sestamibi. Portanto, o leite materno deve ser substituído por alimentação artificial.

Interações medicamentosas de Cardiolite

Não foram realizados estudos sobre interações específicas com outros medicamentos. Nenhuma interação medicamentosa foi relatada até o momento.

Reações adversas e efeitos colaterais de Cardiolite

As reações adversas foram avaliadas em 3.741 adultos que participaram dos estudos clínicos. Destes pacientes, 3.068 (sendo 77 % homens, 22 % mulheres e 0,7 % dos pacientes cujo sexo não foi registrado) faziam parte dos estudos clínicos cardíacos. Ocorreram alguns casos de angina, dor no peito e óbito (ver advertências e precauções). As reações adversas registradas em um índice de 0,5 % ou mais após a administração do tecnécio 99mtc- sestamibi são mostradas na tabela a seguir: Tabela 7 Reações adversas relatadas em ??0,5 % dos pacientes que receberam tecnécio 99mtc-sestamibi para os estudos cardíacos* Sistemas do organismo estudos cardíacos Mulheres n = 685 homens n = 2.361 total n = 3.046 Corpo inteiro 6 (0,9 %) 17 (0,7 %) 23 (0,8 %) Dor de cabeça 2 (0,3 %) 4 (0,2 %) 6 (0,2 %) Sistema cardiovascular 24 (3,5 %) 75 (3,2 %) 99 (3,3 %) Dor no peito / angina 18 (2,6 %) 46 (1,9 %) 64 (2,1 %) Alteração no segmento st 11 (1,6 %) 29 (1,2 %) 40 (1,3 %) Sistema digestivo 4 (0,6 %) 9 (0,4 %) 13 (0,4 %) Náusea 1 (0,1 %) 2 (0,1 %) 3 (0,1 %) Sensações especiais 62 (9,1 %) 160 (6,8 %) 222 (7,3 %) Alterações no paladar 60 (8,8 %) 157 (6,6 %) 217 (7,1 %) Parosmia 6 (0,9 %) 10 (0,4 %) 16 (0,5 %) *excluindo os 22 pacientes cujo sexo não foi registrado As seguintes reações adversas ocorreram em ??0,5 % dos pacientes: Sinais e sintomas consistentes com a ocorrência de convulsão logo após a administração do agente; artrite passageira; angioedema, arritmia, vertigem, síncope, dor abdominal, vômito e hipersensibilidade severa, caracterizada por dispnéia, hipotensão, bradicardia, astenia e vômito, até duas horas após uma segunda injeção do tecnécio 99mtc-sestamibi. Poucos casos de rubor, edema, inflamação no local da injeção, boca seca, febre, prurido, exantema, urticária e fadiga também foram atribuídas à administração do agente.

Cardiolite - Posologia

Para Imagem do Miocárdio: A dose recomendada para injeção única de Cardiolite por administração intravenosa em um paciente de peso médio (70 Kg) é de: 370 - 1.110 MBq (10 - 30 mCi) Dosimetria da Radiação: As doses de radiação para órgãos e tecidos de um paciente com peso médio (70 Kg) para 1.110 MBq (30 mCi) de Tecnécio 99mTc-Sestamibi injetado por via intravenosa são mostradas na Tabela 6. Tabela 6. Doses de Radiação Absorvida do Tecnécio 99mTc-Sestamibi Órgão Estimativa da Dose de Radiação Absorvida REPOUSO Intervalo de 2 horas Intervalo de 4,8 horas rads/ 30 mCi mGy/ 1110 MBq rads/ 30 mCi mGy/ 1110 MBq Seios 0,2 2,0 0,2 1,9 Parede da vesícula biliar 2,0 20,0 2,0 20,0 Intestino Delgado 3,0 30,0 3,0 30,0 Parede superior do intestino grosso 5,4 55,5 5,4 55,5 Parede inferior do intestino grosso 3,9 40,0 4,2 41,1 Parede do estômago 0,6 6,1 0,6 5,8 Parede do coração 0,5 5,1 0,5 4,9 Rins 2,0 20,0 2,0 20,0 Fígado 0,6 5,8 0,6 5,7 Pulmões 0,3 2,8 0,3 2,7 Superfícies Ósseas 0,7 6,8 0,7 6,4 Tireóide 0,7 7,0 0,7 2,4 Ovários 1,5 15,5 1,6 15,5 Testículos 0,3 3,4 0,4 3,9 Medula óssea 0,5 5,1 0,5 5,0 Parede da bexiga 2,0 20,0 4,2 41,1 Corpo inteiro 0,5 4,8 0,5 4,8 Órgão ESFORÇO Intervalo de 2 horas Intervalo de 4,8 horas rads/ 30 mCi mGy/ 1110 MBq rads/ 30 mCi mGy/ 1110 MBq Seios 0,2 2,0 0,2 1,8 Parede da vesícula biliar 2,8 28,9 2,8 27,8 Intestino Delgado 2,4 24,4 2,4 24,4 Parede superior do intestino grosso 4,5 44,4 4,5 44,4 Parede inferior do intestino grosso 3,3 32,2 3,3 32,2 Parede do estômago 0,6 5,3 0,5 5,2 Parede do coração 0,5 5,6 0,5 5,3 Rins 1,7 16,7 1,7 16,7 Fígado 0,4 4,2 0,4 4,1 Pulmões 0,3 2,6 0,2 2,4 Superfícies Ósseas 0,6 6,2 0,6 6,0 Tireóide 0,3 2,7 0,2 2,4 Ovários 1,2 12,2 1,3 13,3 Testículos 0,3 3,1 0,3 3,4 Medula óssea 0,5 4,6 0,5 4,4 Parede da bexiga 1,5 15,5 3,0 30,0 Corpo inteiro 0,4 4,2 0,4 4,2 Cálculos da Dosimetria de Radiação realizados por Radiation Internal Dose Information Center, Oak Ridge Institute for Science and Education, P0 Box 117, Oak Ridge, TN 37831-0117 (865) 576 - 3448.

Superdosagem

No caso de ocorrer a administração de uma superdosagem de radiação, a dose absorvida pelo paciente deve ser reduzida, se possível, através do aumento da eliminação do radionuclídeo pelo corpo, aumentando-se a frequência da micção e da evacuação.

Cardiolite - Informações

Cada frasco de 5 mL contém uma mistura liofilizada, estéril e apirogênica de: Tetrafluoroborato de Cobre (1) Tetracis (2-Metoxi-Isobutil-Isonitrila) 1,0 miligramas Citrato de Sódio Dihidratado 2,6 mg Hidrocloreto de L-Cisteína Monohidratado 1,0 miligramas Manitol 20,0 miligramas Cloreto Estanoso Dihidratado, mínimo (SnCl2.2H2O) 0,025 miligramas Cloreto Estanoso Dihidratado (SnCl2.2H2O) 0,075 miligramas Cloreto Estanoso e Estânico Dihidratado, máximo (como SnCl2.2H2O) 0,086 mg Antes da liofilização, o pH é 5,3 - 5,9. Os conteúdos do frasco são liofilizados e armazenados em atmosfera de nitrogênio. Esta medicação é administrada através de injeção intravenosa para uso diagnóstico, após reconstituição obtida com solução de 99mTc-Pertecnetato de Sódio estéril, apirogênica e livre de oxidantes. O pH do produto reconstituído é 5,5 (5,0 - 6,0). Não há presença de conservantes. A estrutura exata do complexo de Tecnécio é 99mTc[MIBI6 +, onde MIBI é 2-metoxiisobutil- isonitrila. Geral O Tecnécio 99mTc-Sestamibi é um complexo catiônico de 99mTc-Tecnécio que acumula-se no tecido miocárdico viável de uma maneira análoga ao 201Tl-Cloreto de Tálio. As imagens cintilográficas obtidas em seres humanos, após a administração intravenosa da medicação, são comparáveis às imagens obtidas com 201Tl-Cloreto de Tálio em tecido miocárdico normal e anormal. Estudos com animais mostram que a captação pelo miocárdio não é bloqueada quando o mecanismo de bombeamento de sódio é inibido. Embora estudos de fracionamento subcelular e a análise micrográfica eletrônica de agregados de células do coração sugerem que a retenção celular do Tecnécio 99mTc-Sestamibi ocorre especificamente no interior da mitocôndria como resultado de interações eletrostáticas, não foi determinada a relevância clínica destes achados. Farmacocinética A atividade pulmonar é insignificante mesmo imediatamente após a injeção. Os estudos de depuração sanguínea indicam que o componente de depuração rápida é eliminado com uma meia-vida de 4,3 minutos em repouso, e com uma meia-vida de 1,6 minutos em situação de exercício. Cinco minutos após a injeção, cerca de 8 % da dose injetada permanece na circulação. Menos de 1 % das proteínas plasmáticas ligam-se ao Tecnécio 99mTc-Sestamibi. A meia-vida biológica do produto no miocárdio é de aproximadamente seis horas após a injeção em situação de repouso ou exercício. A meia-vida biológica no fígado é de aproximadamente 30 minutos após a injeção em situação de repouso ou exercício. A meia-vida efetiva de eliminação (que inclui a meia-vida biológica e o decaimento radionuclídico) é de aproximadamente 3 horas para o coração, e 30 minutos para o fígado aproximadamente, após injeções em situação de repouso ou exercício. O momento ideal para a obtenção de imagens reflete o melhor rendimento entre a frequência cardíaca e a captação pelos órgãos vizinhos. A captação miocárdica, que depende do fluxo coronário, é de 1,2 % da dose injetada no repouso e de 1,5 % da dose injetada na situação de exercício. A Tabela 4 ilustra a eliminação biológica, assim como a eliminação efetiva (que inclui a eliminação biológica e o decaimento radionuclídico) do Tecnécio 99mTc-Sestamibi tanto no coração como no fígado. (As concentrações nos órgãos são expressas como porcentagem da dose injetada, com dados baseados em uma média de 5 indivíduos em repouso e 5 indivíduos em situação de exercício).


Bulas
Principal