Cedrin - Azatadina, Maleato - Bula

Cedrin

Azatadina, Maleato

Antigripais



Cedrin

Indicação

Para quê serve Cedrin?

CEDRIN Drágeas Repetabs e Xarope está indicado para o alívio dos sintomas de congestão da mucosa das vias aéreas superiores como os que acompanham a rinite alérgica perene ou sazonal.

Também foi demonstrada eficácia no tratamento sintomático da congestão da mucosa respiratória associada ao resfriado comum.

Contraindicações

Quando NÃO devo usar este medicamento?

CEDRIN Drágeas Repetabs e Xarope não deverá ser administrado a crianças com menos de 1 ano de idade, mulheres lactantes, pacientes com glaucoma de ângulo agudo, retenção urinária e em pacientes fazendo uso de inibidores da MAO. Também está contraindicado em pacientes com hipertensão grave, doença coronariana grave, hipertireoidismo e naqueles que tenham demonstrado hipersensibilidade ou reações de idiossincrasia aos componentes de sua fórmula, aos agentes adrenérgicos ou às drogas com estruturas químicas similares.

Posologia

Como usar Cedrin?

CEDRIN DRÁGEAS REPETABS A dose usual para adultos é de 1 drágea, duas vezes por dia, de manhã e à noite ao deitar. Poderão ser administrados simultaneamente analgésicos ou antibióticos, ou ambos, quando forem indicados. O efeito de CEDRIN Drágeas Repetabs não foi investigado em crianças menores de 12 anos.

CEDRIN XAROPE Adultos e crianças com mais de 12 anos: 10 a 20 mL, duas vezes ao dia, pela manhã e ao deitar.

Crianças com 6 a 12 anos de idade: 5 mL, duas vezes ao dia, pela manhã e ao deitar, devendo o tratamento ser iniciado com dosagem mais baixa.

Crianças com 1 a 6 anos de idade: 2,5 mL, duas vezes ao dia, pela manhã e ao deitar.

Analgésicos, antibióticos ou ambos poderão, quando indicados, ser administrados concomitantemente.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

Não foram relatadas reações adversas graves ou atípicas com o uso de CEDRIN Drágeas Repetabs e Xarope, e estas também não foram observadas em testes laboratoriais. O efeito colateral observado com maior frequência foi a sonolência.

As reações adversas relacionadas com os anti-histamínicos variam de incidência e gravidade de acordo com o paciente. Estas são: reações cardiovasculares, hematológicas (pancitopenia, trombocitopenia, anemia hemolítica), neurológicas (confusão, alucinações, tremores), gastrintestinais, geniturinárias (retenção urinária) e respiratórias, assim como alterações de humor.

Os efeitos colaterais mais comuns são: sedação, sonolência, tonturas, incoordenação, desconforto epigástrico e espessamento das secreções brônquicas, erupção cutânea e boca seca.

As drogas simpaticomiméticas estão associadas às seguintes reações adversas: tremor, ansiedade, tensão, fraqueza, palidez, dificuldades respiratórias, disúria, insônia, estimulação ou depressão do sistema nervoso central, convulsões, arritmias e colapso cardiovascular associado à hipotensão.

Em indivíduos hiperativos, as reações semelhantes às provocadas pela efedrina incluem: palpitações, taquicardia, hipertensão, cefaléia, tonturas ou náuseas.

O médico deve ser alertado quanto à possibilidade de ocorrência de qualquer efeito adverso associado com as drogas simpaticomiméticas e os anti-histamínicos.

Advertências e precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

CEDRIN Drágeas Repetabs e Xarope deverá ser usado com cautela em pacientes com glaucoma, úlcera péptica estenosante, obstrução piloroduodenal, hipertrofia prostática ou obstrução do colo vesical, doenças cardiovasculares incluindo hipertensão ou afecções isquêmicas, naqueles com aumento da pressão intraocular ou com diabetes mellitus.

Os pacientes deverão ser alertados quanto a exercerem atividades que necessitem de estado de alerta mental, como dirigir automóveis, operar máquinas etc. Os anti-histamínicos podem causar vertigens, sedação e hipotensão em pacientes com mais de 60 anos, os quais também são mais propensos a apresentar reações adversas aos simpaticomiméticos. Ao se considerar o uso de um medicamento com ação prolongada ou repetida em pacientes nesta faixa etária, deverá antes ser usado um simpaticomimético de ação curta. Não exceder as doses recomendadas. Será necessária reavaliação médica caso os sintomas persistam.

USO DURANTE A GRAVIDEZ E A LACTAÇÃO A segurança do uso deste produto em mulheres durante a gestação ainda não foi estabelecida. CEDRIN Drágeas Repetabs e Xarope não deverá ser administrado a mulheres lactantes.

Apresentação

Uso ADULTO e PEDIÁTRICO CEDRIN Drágeas Repetabs contém 1 mg de maleato de azatadina na cobertura externa da drágea, 120 miligramas de sulfato de pseudoefedrina distribuídos em partes iguais entre o revestimento externo e o núcleo, corante amarelo nº6, corante vermelho nº3 e açúcar.

Estojo com 10 drágeas repetabs.

CEDRIN Xarope contém em cada 5 mL, 0,5 miligramas de maleato de azatadina, 30 miligramas de sulfato de pseudoefedrina, em base aromatizada de xarope, tendo metil e propilparabeno como preservativos.

Contém 7% de álcool e 2g de açúcar.

Frasco com 100mL Os dois componentes ativos do revestimento externo são de liberação imediata, enquanto que o descongestionante do núcleo mantém-se retido durante várias horas após a ingestão.

Interações Medicamentosas

Os inibidores da monoaminoxidase (MAO) prolongam e intensificam o efeito dos anti-histamínicos. O uso simultâneo de anti-histamínicos com álcool, antidepressivos tricíclicos, barbitúricos e outros agentes depressores do sistema nervoso central podem potencializar os seus efeitos. A ação dos anticoagulantes orais pode ser inibida pelos anti-histamínicos.

Os medicamentos que contém pseudoefedrina não devem ser administrados a pacientes tratados com inibidores da MAO ou durante os 10 dias seguintes à descontinuação do tratamento com os mesmos pelo risco de crise hipertensiva. Os efeitos anti-hipertensivos da metildopa, mecamilamina, reserpina e alcalóide do veratrum podem ser reduzidos pelos simpaticomiméticos. Também pode ocorrer interação entre os agentes bloqueadores beta-adrenérgicos e as drogas simpaticomiméticas com efeitos depressores inesperados.

Aumento da atividade de marca-passo ectópico cardíaco pode ocorrer quando uma pseudoefedrina é administrada concomitantemente com digital. Antiácidos aumentam o índice de absorção da pseudoefedrina e o caolin a reduz.

Laboratório

Ind. Quím. e Farm. Schering-Plough S.A.


Antigripais
Bulas
Principal