Cortasm - Bula

Cortasm



Cortasm

Indicação

Para quê serve Cortasm?

Bronquite alérgica e febre do feno. Asma brônquica: adultos controle profilático. Asma leve: pacientes requerendo medicação broncodilatadora, para alívio sintomático da asma, de forma intermitente mais do que de forma ocasional. Asma moderada: pacientes requerendo medicação regular e com crises de asma instáveis ou agravada na terapia profilática atualmente disponível. Asma grave: pacientes com asma crônica grave que estejam em condições de deixar o uso de corticóides de uso sistêmico para os de uso oral. Crianças acima de 6 anos: pacientes que requeiram medicação para prevenção da asma, incluindo pacientes não controlados com a medicação profilática atualmente disponível.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Pacientes com deficiência no sistema imunológico ou portadores de doenças infecciosas como sarampo e catapora. Hipersensibilidade a qualquer dos comprimidos da fórmula.

Posologia

Como usar Cortasm?

Adultos: 0,200 miligramas (1 dose) a cada 8 horas. As doses devem ser ajustadas de acordo com a gravidade da doença. A dose pode ser ajustada até o controle ser atingido ou reduzida até a dose efetiva mínima, de acordo com a resposta individual, não ultrapassando 1,20 mg/dia (6 doses). Crianças acima de 6 anos: 0,050 a 0,100 miligramas (1 a 2 doses) 2 vezes ao dia. As doses podem ser ajustadas de acordo com a gravidade da doença. O tratamento não deve ultrapassar 3 semanas. - Superdosagem: não são conhecidos casos de superdosagem crônica com estas apresentações de Cortasm. Contudo a sobredosagem crônica pode provocar sinais e sintomas de hipercorticismo. Em caso de suspeita de reação adversas o médico deverá ser notificado.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

Reações adversas normalmente ocasionadas com o uso de outros glicocorticóides sistêmicos não foram relatadas com o uso de Cortasm em doses normais. Contudo o uso da doses elevadas, uso prolongado ou hipersensibilidade individual podem ocasionar sinais e sintomas de hipercorticismo, síndrome de Cushing, perfuração do septo nasal e aumento da pressão intra-ocular. Nestes casos específicos ainda podem ocorrer: irritação nasal, faringite, tosse, epistaxe, dispepsia e náusea; diminuição do olfato, sabor desagradável, edema facial, rash cutâneo, dispnéia, alopecia, artralgia e mialgia.

Advertências e precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Gravidez: budesonida está classificada na categoria C (FDA) de risco na gravidez. Em doses elevadas é potencialmente teratogênica. Somente deverá ser utilizada em pacientes grávidas ou lactentes após criteriosa avaliação médica do risco/benefício. Após aplicação bucal, Cortasm é absorvido através da circulação sistêmica. O uso de doses elevadas ou uso prolongado pode provocar hipercorticismo, supressão adrenal, desenvolvimento de Candida albicans e retardo no crescimento de crianças e adolescentes. Se não houver progresso em até 3 semanas de tratamento, o mesmo deve ser descontinuado. A segurança do uso de Cortasm em crianças com menos de 6 anos não está estabelecida. Uso geriátrico: Cortasm poderá ser utilizado por pacientes idosos desde que observados os cuidados próprios ao uso do medicamento. - Interações medicamentosas: o uso concomitante de prednisolona ou outros glicocorticóides de uso oral aumentam o risco de sintomas de hipercorticismo e de insuficiência renal aguda. O uso concomitante com outros imunossupressores potencializa o risco de infecções.

Composição

Cada dose (nebulização) fornece ao paciente,aproximadamente: budesonida micronizada: infantil 0,050 mg; adulto 0,200 miligramas

Apresentação

Aerossol pressurizado em frasco de alumínio contém no mínimo 100 doses de 0,050 miligramas (infantil) e 100 doses de 0,200 miligramas (adulto).

Laboratório

Zambon Laboratórios Farmacêuticos Ltda.


Bulas
Principal