Dexametasona e Neomicina - Bula

Dexametasona e Neomicina



Referência

NEODEX (neo química)

Apresentação de Dexametasona e Neomicina

Creme Dermatológico: Embalagens contendo 1 e 50* bisnagas com 15 g. *Embalagem Hospitalar

Dexametasona e Neomicina - Indicações

Creme dermatológico: infecções bacterianas e lesões inflamatórias da pele (dermatite esfoliativa, dermatite herpetiforme bolhosa, dermatite seborréica grave, pênfigo, psoríase grave, dermatoses, ulcerações).

Contraindicações de Dexametasona e Neomicina

Neodex é contraindicado para pacientes portadores de hipersensibilidade a quaisquer dos componentes da fórmula, portadores de tuberculose pulmonar ou cutânea, infecções virais tópicas ou sistêmicas (vacínia, varicela e herpes simples), úlcera péptica, osteoporose e diabetes mellitus.

Advertências

O uso de Neodex em mulheres grávidas ainda não é seguro, portanto, recomenda-se nestes casos antes da prescrição uma avaliação da relação risco/benefício. As crianças de qualquer idade, em tratamento prolongado com corticosteróides, devem ser cuidadosamente observadas quanto ao seu crescimento e desenvolvimento. Por isso o uso em crianças menores de 6 anos só é aconselhável quando não houver outra alternativa. Os corticosteróides aparecem no leite materno e podem, além de outros efeitos indesejáveis, inibir o crescimento; portanto, mulheres na fase de lactação não devem fazer uso do medicamento. A redução gradual da posologia é necessária para se evitar o aparecimento de insuficiência adrenocortical secundária, acarretando redução do nível de defesa contra infecções, que podem resultar da retirada muito rápida do medicamento. O creme é de uso exclusivo dermatológico, não sendo indicado para uso oftálmico nem nas otites externas de pacientes com perfuração timpânica. Devido à presença do sulfato de neomicina no creme dermatológico, o seu uso por tempo prolongado pode favorecer o crescimento de microrganismos não sensíveis, incluindo fungos. Medicamentos imunossupressores podem ativar focos primários de tuberculose. Os médicos que acompanham pacientes sob imunossupressão devem estar alertas quanto à possibilidade de surgimento de doença ativa, tomando assim, todos os cuidados para o diagnóstico precoce e tratamento. Não poderá ser aplicado em grandes áreas do corpo, quando existirem lesões de qualquer tipo, feridas ou queimaduras. Produto de uso exclusivo em adultos. O uso em crianças representa risco à saúde.

Uso na gravidez de Dexametasona e Neomicina

vide advertências.

Interações medicamentosas de Dexametasona e Neomicina

Os corticosteróides utilizados por via local/tópica podem, se absorvidos, causar os mesmos efeitos colaterais e as interações correspondentes a seu uso sistêmico. Tratamentos prolongados e/ ou em áreas muito extensas bem como curativos oclusivos são condições que propiciam uma maior absorção.

Reações adversas e efeitos colaterais de Dexametasona e Neomicina

Normalmente o uso adequado do creme dermatológico não provoca reações adversas sistêmicas, exceto quando aplicado em áreas extensas e por longo tempo. As reações mais comuns com o uso do creme são erupções cutâneas do tipo alérgicas, ardência, prurido e hipopigmentação da pele.

Dexametasona e Neomicina - Posologia

Aplicação tópica 2 a 4 vezes ao dia; se necessário cobrir o Iocal com um curativo poroso (gaze).

Superdosagem

São raros os relatos de toxicidade aguda com altas doses do medicamento; caso ocorram, o tratamento é de suporte e sintomático.

Características farmacológicas

A dexametasona é um glicocorticóide com potente ação anti-inflamatória, imunossupressora, antialérgica e anti-pruriginosa. Atua inibindo a resposta inflamatória através de vários mecanismos: inibe a mobilização de neutrófilos e macrófagos para a área afetada; induz a síntese de uma proteína inibidora da fosfolipase A2 ocasionando assim diminuição na formação de prostaglandinas, substância fundamental para o processo inflamatório; inibe a síntese da enzima responsável pela formação da fibrinolisina, substância que por hidrolisar a fibrina e outras proteínas facilita a entrada de leucócitos na área de inflamação. Por antagonizar os processos inflamatórios, a dexametasona proporciona rápido alívio da dor em processos de origem reumática e/ou traumática. O creme dermatológico é uma associação de dexametasona com o sulfato de neomicina, que é um antibacteriano de amplo espectro, eficaz contra microrganismos gram-positivos (exceto Staphylococcus aureus) e gram-negativos (exceto Bacteroides spp. e Pseudomonas aeruginosa); pode ser absorvida através da pele inflamada, e uma vez absorvida é rapidamente eliminada de forma inalterada através dos rins, com meia-vida em torno de 2 a 3 horas; sua ação se deve à inibição da síntese de proteína do microrganismo suscetível. O creme é uma preparação hidrófila, permeável às secreções, que não interfere na regulação térmica e exerce uma ação refrescante.

Resultados de eficácia

-

Modo de usar

-

Uso em idosos, crianças e em outros grupos de risco

PACIENTES IDOSOS O uso em pacientes idosos (acima de 60 anos) requer prescrição e acompanhamento médico.

Armazenagem

Conservar em temperatura ambiente (15° a 30° C). Proteger da luz e umidade.

Dizeres legais

Registro M.S. nº 1.0465.0027 Farm. Resp.: Dr. Marco Aurélio Limirio G. Filho - CRF-GO nº 3.524 Nº do lote, prazo de validade e data de fabricação: VIDE CARTUCHO VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

Data da bula

Sep 17 2008 12:00AM


Bulas
Principal