Droperdal - Bula

Droperdal



Laboratório

Cristália

Apresentação de Droperdal

Solução injetável - 2,5 mg/ml Sem Conservante: caixa com 50 amp. de 1 ml. Com Conservante: caixa com 50 fr.-ampola de 10 mililitros

Droperdal - Indicações

O uso de Droperdal está indicado para os seguintes casos: - Procedimentos cirúrgicos e diagnósticos, de modo a produzir tranquilização e reduzir a incidência de náuseas e vômitos; • Na pré-medicação, indução e manutenção da anestesia geral e regional; • Na neuroleptoanalgesia, associado a um analgésico narcótico, como a fentanila (NILPERIDOL); • Em caso de choque hipovolêmico e traumático, juntamente com adequada reposição do volume circulante; • Como auxiliar na raquianestesia peridural com Morfina, para controle de reações de hipersensibilidade (pruridos).

Contraindicações de Droperdal

Droperdal é contraindicado para pacientes com hipersensibilidade conhecida ao princípio ativo ou ao componente da fórmula.

Advertências

Em caso de hipotensão, devem estar prontamente disponíveis soluções parenterais ou outros meios necessários à solução do problema. Assim como outras drogas depressoras do Sistema Nervoso Central, pacientes sob o efeito de Droperdal devem ter um controle clínico adequado. No caso de Droperdal ser administrado associado à fentanila (NILPERIDOL), o médico anestesista deve estar familiarizado com as propriedades especiais dos princípios ativos de cada produto, particularmente os diferentes períodos de duração de ação. Nessas condições devem estar disponíveis equipamentos adequados e um antagonista morfínico. PRECAUÇÕES: A dose inicial de Droperdal deve ser apropriadamente reduzida em pacientes idosos e debilitados, de acordo com cada caso; Droperdal, quando utilizado como complemento da anestesia regional, o médico anestesista deve levar em consideração que esse tipo de anestesia, através de bloqueio simpático, pode provocar vasodilatação periférica e hipotensão, que podem ser potencializadas pela ação do produto; Em caso de hipotensão, deve ser considerada a possibilidade de ocorrência de hipovolemia, que será controlada por medidas apropriadas, incluindo caso necessário, o uso de agentes vasopressores que não seja a Epinefrina; Em caso de diminuição da pressão arterial pulmonar, tal fato deve ser levado em consideração quando, em procedimentos diagnósticos, esse parâmetro estiver sendo avaliado; Droperdal deve ser administrado com cuidado em pacientes com insuficiência hepática ou renal.

Uso na gravidez de Droperdal

A segurança do uso de Droperdal, nos períodos de gravidez e lactação, quanto a possíveis efeitos colaterais, não está estabelecida. Portanto, nesses períodos, o produto só deve ser empregado a critério médico, levando-se em consideração a relação risco-benefício.

Interações medicamentosas de Droperdal

O uso concomitante com outros agentes depressores do Sistema Nervoso Central tais como barbitúricos, tranquilizantes, outros narcóticos ou agentes anestésicos gerais, proporcionará efeitos aditivos ou potencializadores. Nesses casos a dose de Droperdal deverá ser reduzida.

Reações adversas e efeitos colaterais de Droperdal

- Hipotensão de grau leve a moderado e ocasionalmente taquicardia, que, em geral, regridem espontaneamente; • Em caso de hipovolemia, deve ser realizada uma reposição apropriada de líquidos por via parenteral; • Podem ocorrer reações extrapiramidais tais como distonia, acatisia e crises óculo-gíricas; que geralmente são controladas com o uso de drogas antiparkinsonianas; • Em caso de dose insuficiente do produto ou diante de um quadro de acatisia podem ocorrer sintomas como inquietação, hiperatividade e ansiedade.

Droperdal - Posologia

A critério médico, levando-se em conta alguns fatores como idade, peso corporal, estado geral, patologias de base, uso concomitante de outras drogas, tipo de anestesia a ser empregada e tipo de cirurgia, de modo a se determinar a dose correta. Os sinais vitais devem ser monitorados rotineiramente. DOSES USUAIS PARA ADULTOS: 1) Pré-medicação: 2,5 a 10 miligramas (1 a 4 ml) intramuscularmente 30 a 60 minutos antes da cirurgia. No caso de pacientes idosos, debilitados e naqueles que receberam outras drogas depressoras, a dosagem deve ser modificada individualmente. 2) Complemento da anestesia geral: Indução: - Para cada 10 - 12 kg de peso, 2,5 miligramas (1 ml), que podem ser administrados por via intravenosa juntamente com um analgésico ou anestésico geral. Manutenção:- 1,25 até 2,5 miligramas (0,5 a 1,0 ml) por via intravenosa. 3) Uso sem anestésico geral em procedimentos diagnósticos: Administrar, por via intramuscular, 2,5 a 10 miligramas (1 a 4 ml), 30 a 60 minutos antes da cirurgia. Caso necessário, podem ser administradas doses adicionais de 1,25 a 2,5 miligramas (0,5 a 1 ml). 4) Complemento da anestesia regional: 2,5 a 5 miligramas (1 a 2 ml), por via intramuscular ou lentamente por via intravenosa, em caso de necessidade de sedação adicional. 5) Uso associado com morfina: Droperdal poderá ser associado à morfina, na anestesia peridural ou raquianestesia, na dosagem de 2,5 miligramas (1 ml), com a finalidade de se evitar reações de hipersensibilidade. DOSE USUAL EM CRIANÇAS: Recomenda-se uma dose reduzida de 1,0 a 1,5 miligramas (0,4 a 0,6 ml) para cada 10 - 12 kg de peso, como pré-medicação ou para indução da anestesia.

Superdosagem

As manifestações de uma eventual dosagem excessiva de Droperdal são uma extensão de sua ação farmacológica. Em caso de hipoventilação ou apnéia, deve ser administrado oxigênio e a respiração deve ser assistida ou controlada de acordo com cada caso. Aconselha-se manter uma via aérea de acesso livre, se necessário, através de uma cânula intratraqueal. Na ocorrência de uma associação de depressão respiratória com rigidez muscular, pode ser necessário o uso de um curarizante. Recomenda-se uma observação cuidadosa do paciente durante 24 horas; a temperatura corporal e a exposição de líquidos devem ser mantidos de forma adequada. Em caso de hipotensão acentuada e persistente, deve ser levada em conta a possibilidade de hipovolemia, que deve ser corrigida com a administração parenteral de soluções adequadas.

Droperdal - Informações

O Droperidol é um neuroléptico do grupo das butirofenonas, com acentuada ação tranquilizante e sedativa, potente efeito antiemético e exerce uma ação bloqueadora adrenérgica com vasodilatação vascular periférica. Promove a estabilidade das funções cardiovasculares sendo característico seu efeito antiarrítmico nas arritmias provocadas pela epinefrina. Conservar o produto em temperatura ambiente, entre 15 e 30oC, protegido da luz. O prazo de validade é de 36 meses a partir da data de fabricação, sendo que após este prazo, o produto pode perder seu efeito terapêutico.


Bulas
Principal