Duozol - Bula

Duozol



Duozol

Indicação

Para quê serve Duozol?

Tratamento de vulvovaginites causadas por Candida, Trichomonas e Gardnerella isoladas ou mistas.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

O produto é contraindicado em mulheres que mostraram hipersensibilidade a agentes antimicrobianos imidazólicos o a qualquer dos componentes da fórmula.

Posologia

Como usar Duozol?

Aplicar o conteúdo de um aplicador cheio (5 g), uma vez à noite, ao deitar-se, durante 7 dias, ou, como alternativa, duas vezes ao dia, durante 3 dias. O creme vaginal deve ser aplicado profundamente na vagina, de preferência fora do período menstrual.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

O produto é bem tolerado no local de aplicação. Os efeitos adversos mais comuns são reações alérgicas e sensação de queimação local. Com menos frequência podem ser observados: queimação urinária, edema dos membros inferiores e irritação local. Embora não tenham sido relatados com a administração vaginal da associação tinidazol/tioconazol, alguns efeitos adversos gastrintestinais, neurológicos e leucopenia transitória foram registrados após o uso sistêmico do tinidazol. Outros efeitos adversos raramente observados são cefaléia, cansaço, língua pilosa, urina escura e reações de hipersensibilidade, na forma de erupção cutânea, prurido, urticária e edema angioneurótico.

Advertências e precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Como outras drogas de estrutura semelhante, o tinidazol é contraindicado em pacientes com quadro atual ou antecedentes de discrasia sanguínea, embora nos estudos animais e clínicos não tenham sido observadas anormalidades hematológicas persistentes. Estas drogas devem ser evitadas em pacientes com distúrbios neurológicos orgânicos.

Gravidez e lactação:

O tinidazol atravessa a barreira placentária e está presente no leite quando administrado a mulheres em fase de amamentação. Como os efeitos dos compostos dessa classe sobre o desenvolvimento fetal e o recém-nascido não são completamente conhecidos, a associação de tioconazol e tinidazol não deve ser usada no primeiro trimestre de gravidez e em lactantes durante o período neonatal. Embora não haja evidência de que a associação tioconazol/tinidazol seja prejudicial durante os últimos estágios da gravidez, seu uso nos dois últimos trimestres requer que os potenciais benefícios sejam levados em conta contra os possíveis riscos para a mãe e o feto.

Interações Medicamentosas

Apesar dos níveis de absorção sistêmica serem desprezíveis quando usado por via vaginal, deve-se ter em mente que o tinidazol em pacientes que usam bebidas alcóolicas durante o tratamento pode determinar vermelhidão facial, vômitos e cólicas abdominais.

Pacientes Idosos

O produto poderá ser usado por pacientes com idade acima de 65 anos, desde que observadas as precauções referentes ao produto.

Laboratório

Indústria Brasileira


Bulas
Principal