Isoforine - Bula

Isoforine



Laboratório

Cristália

Apresentação de Isoforine

Frasco âmbar com 100 mililitros e 240 mililitros

Isoforine - Indicações

O Isoforine pode ser utilizado para indução e manutenção da anestesia geral. Condições adequadas para seu uso em anestesia obstétrica ou em crianças menores de 2 anos não estão ainda estabelecidas.

Contraindicações de Isoforine

Sensibilidade conhecida ao isoflurano ou a algum outro agente halogenado. Susceptibilidade genética suspeita ou conhecida à hipertermia maligna.

Advertências

O isoflurano aumenta consideravelmente o fluxo sanguíneo cerebral, com aumento transitório da pressão do líquor, que é totalmente reversível com hiperventilação. Como os níveis de anestesia podem sofrer modificações com muita facilidade e rapidez, devem ser utilizados unicamente vaporizadores que proporcionem concentrações previsíveis e com precisão adequada, como os do tipo flow-through construidos e especialmente calibrados para o isoflurano. Observam-se aumento na hipotensão e depressão respiratória à medida que se aprofunda a anestesia. Em comparação com o halotano, tem-se observado aumento da perda de sangue em pacientes com aborto. TODOS OS RELAXANTES MUSCULARES CORRENTES SÃO NOTAVELMENTE POTENCIALIZADOS PELO ISOFLURANO; NÃO OBSTANTE, O EFEITO TEM SIDO PROFUNDAMENTE MARCANTE COM OS RELAXANTES NÃO DESPOLARIZANTES. PRECAUÇÕES: Assim como todo anestésico geral potente, Isoforine deve ser administrado somente por uma equipe de anestesia gabaritada, ou por todos aqueles familiarizados com a farmacologia da substância e qualificados pelo treinamento e experiência com pacientes anestesiados.

Uso na gravidez de Isoforine

Tem sido aventada a hipótese do isoflurano possuir efeito fetotóxico, evidenciado em experimentação com ratos, quando administrado em doses 6 vezes superiores às administradas em seres humanos. Mas, não há até o momento, estudos adequados e bem controlados em relação às mulheres grávidas, assim como também em relação às mães em fase de amamentação. Portanto, a utilização de Isoforine, nesses casos, somente deve ser realizada se houver substancial benefício que justifique o risco potencial ao feto ou ao lactente.

Reações adversas e efeitos colaterais de Isoforine

Reações adversas encontradas na administração de Isoforine são, em geral, extensões dose-dependente de efeitos farmacofisiológicos incluindo depressão respiratória, hipotensão e arritmias. Calafrios, náuseas e vômitos têm sido observados no período pós-operatório. Assim como todos os anestésicos gerais, elevações transitórias na contagem dos glóbulos brancos têm sido observadas, mesmo na ausência de estresse cirúrgico.

Isoforine - Posologia

PRÉ-MEDICAÇÃO: A pré-medicação deve ser selecionada de acordo com a necessidade individual de cada paciente, levando-se em conta que as secreções são ligeiramente estimuladas e o débito cardíaco tende a ser aumentado. O uso de agentes anticolinérgicos dependerá de avaliação criteriosa por parte do médico. INDUÇÃO: A indução com Isoforine , em oxigênio ou em combinação com uma mistura de oxigênio - óxido nitroso poderá ocasionar tosse, dispnéia ou laringoespasmo. Essas dificuldades podem ser evitadas pelo uso de uma dose (à critério médico) hipnótica de um barbitúrico de ação ultra-curta antes da mistura de isoflurano. Concentrações inspiradas de isoflurano, da ordem de 1,5 a 3,0%, produzem habitualmente anestesia cirúrgica entre 7 a 10 minutos. MANUTENÇÃO: Níveis cirúrgicos de anestesia podem ser sustentados com concentrações da ordem de 1,0 a 2,5% de Isoforine, com o uso concomitante de óxido nitroso. Uma concentração adicional de 0,5 a 1,0% pode ser necessária quando Isoforine é administrado usando-se o oxigênio sozinho. Caso seja necessário um relaxamento muscular, doses suplementares de agentes relaxantes musculares podem ser utilizadas. O nível da pressão sanguínea durante a manutenção é função inversa da concentração de isoflurano, na ausência de outras complicações. Um decréscimo excessivo da mesma pode ser devido à profundidade da anestesia, sendo que em tais casos, aconselha-se uma anestesia de menor intensidade.

Superdosagem

Em caso de superdosagem ou aparecimento de sintomas característicos de superdosagem, deve-se interromper a administração do anestésico e instituir ventilação assistida ou controlada com oxigênio puro, segundo as circunstâncias.

Isoforine - Informações

Em relação à sua farmacologia clínica, o Isoflurano apresenta as seguintes características: - A indução e a recuperação da anestesia são rápidas; - O isoflurano tem odor característico e forte, que limita a capacidade de indução, embora aparentemente não provoque estímulo de salivação excessiva ou secreções traqueobrônquicas; - O nível de anestesia pode ser alterado rapidamente; - Como acontece com outros anestésicos por inalação o volume de ventilação pulmonar diminui à medida que se aprofunda a anestesia; em contrapartida, a frequência respiratória se mantém praticamente constante ou diminui muito ligeiramente. Essa depressão é parcialmente anulada pela estimulação cirúrgica, mesmo quando os níveis de anestesia são mais profundos; - O isoflurano produz uma reação de movimento respiratório profundo semelhante à que produzem o éter dietílico e o enflurano, ainda que a frequência com o isoflurano seja menor do que com o enflurano; - A pressão arterial diminui com a indução da anestesia mas retorna aos valores normais com a estimulação cirúrgica; - O isoflurano não sensibiliza o miocárdio à administração exógena de epinefrina. Estudos indicam que a injeção subcutânea de 0,25 miligramas de epinefrina (50 mililitros de uma solução 1:200.000) não produz aumento das arritmias ventriculares em pacientes anestesiados com isoflurano; - Todos os relaxantes musculares de uso corrente são notavelmente potencializados pelo isoflurano; não obstante, o efeito tem sido profundamente marcante com os relaxantes não despolarizantes. A neostigmina inverte o efeito dos relaxantes musculares não despolarizantes na presença do isoflurano, mas não inverte a depressão neuromuscular direta do isoflurano. Todos os relaxantes de uso corrente são compatíveis com o isoflurano.


Bulas
Principal