Lonaflan - Bula

Lonaflan



Laboratório

Merck

Referência

Meloxicam

Apresentação de Lonaflan

emb. com 10 comprimidos com Meloxicam 7,5 mg.

Contraindicações de Lonaflan

O uso do meloxicarn é contraindicado para: - Pacientes com antecedentes de hipersen-sibilidade à droga, ao ácido acetilsalicilico e a outros anti-inflamatórios não-esteróides, assim como a qualquer um dos excipientes. - Pacientes que tenham apresentado distúrbios como asma, pólipos nasais, edema de Quincke ou urticária após o uso do ácido acetilsalicílico ou outros agentes antiinfla-matórios não-esteróides. - Pacientes com úlcera péptica ativa, insuficiência renal e hepática graves. - Crianças e adolescentes com menos de 15 anos de idade.

Reações adversas e efeitos colaterais de Lonaflan

Foram relatadas as seguintes reações adversas que podem estar relacionadas com a administração de meloxicam. As frequências indicadas abaixo são baseadas nas ocorrências registradas em estudos clínicos, independentemente de uma relação causal, envolvendo um total de 3.750 pacientes que foram tratados com doses diárias orais de 7,5 miligramas ou 15 miligramas de meloxicam, durante períodos de até 18 meses (em média, 127 dias). Trato gastrintestinal: -Acima de 1%: dispepsia, náusea, vômito, dor abdominal, constipação, flatulência, diarréia. - Entre 0,1% e 1%: alterações transitórias dos parâmetros da função hepática (p.ex., transaminases e bilirrubina elevadas), eructação, esofagite, úlcera gastroduodenal, hemorragia gastrintestlnai oculta ou macroscõpica. - Abaixo de 0,1%: colite. Sistema hematológico: - Acima de 1%: anemia. - Entre 0,1% e 1%. alterações no hemograma, incluindo contagem diferencial de leucócitos, leucopenia e trombocitopenia. A administração concomitante de drogas potencialmente mielotóxicas, em particular metotrexato, parece ser um fator predisponente para o aparecimento de citopenia. Reações dermatológicas: - Acima de 1%: prurido, erupção cutânea. - Entre 0,1/ e 1%: estomatite, urticária. - Abaixo de 0,1%: totossensibilidade. Trato respiratório: - Abaixo de 0,1%: aparecimento de asma aguda foi relatado em determinadas pessoas após administração de ácido acetisalicílico ou de outros anti-inflamatórios não-esteróides, inclusive meloxicam. Sistema nervoso central: - Acima de 1%: tontura, cefaléia. - Entre 0,1% e 1%: vertigem, zumbido, sonolência. Sistema cardiovascular: - Acima de 1%: edemas. - Entre 0,1% e 1% : elevação da pressão arterial, palpitações, rubor facial. Trato geniturinário: - Entre 0,1% e 1º/ : alterações dos parâmetros da função renal (elevações das taxas sangiiíneas de creatinina e/ou de uréia).

Lonaflan - Posologia

Artrite reumatóide: 15 miligramas uma vez ao dia. De acordo com a resposta terapêutica, a dose pode ser reduzida para 7,5 mg, uma vez ao dia. Osteoartrite 7,5 mg, uma vez ao dia. Caso necessário, a dose pode ser aumentada para 15 mg, uma vez ao dia. Em pacientes com elevado risco de reações adversas, recomenda-se iniciar o tratamento com 7,5 mg/dia. Em pacientes com insuficiência renal grave, sob tratamento com hemodiálise, a dose diária não deve exceder 7,5 mg. De modo geral a dose diária não deve exceder a 15 mg.


Bulas
Principal