MENOSEDAN MPA 5,0 CICLO - Bula

MENOSEDAN MPA 5,0 CICLO



MENOSEDAN MPA 5,0 CICLO

Composição

cada drágea contém: estrogênio conjugados 0,625mg, acetato de medroxiprogesterona 5 mg.

Posologia e Administração

deve-se utilizar a menor dose que controle os sintomas. A administração do medicamento deve ser iniciada a qualquer momento. Se a paciente apresenta amenorréia de dois meses ou mais. se a paciente ainda menstruar, a administração deve ser iniciada no 5º dia do ciclo menstrual. Como os progestogênios são administrados para proteção contra as alterações hiperplásicas do endométrio, pacientes histerectomizados não necessitam de progestógenos. Menosedan Ciclo 5,0: tomar sequencialmente 1 drágea ao dia durante todos os dias em cada ciclo de 28 dias (regime combinado cíclico). As 14 primeiras drágeas contêm estrogênio conjugado 0,625 miligramas e as 14 últimas contém 0,625 miligramas de estrogênio conjugado e 5,0 miligramas de acetato de medroxiprogesterona.

Precauções

proceder a exame físico e história clínica completos antes de iniciar o tratamento. Pacientes com útero intacto, devem ser examinadas periodicamente quanto a indícios de hiperplasia ou câncer endometrial. Algumas pacientes podem desenvolver manifestações indesejáveis pela estimulação estrogênica excessiva, tais como: hemorragia uterina anormal ou excessiva, mastodinia, etc. Deve-se adotar medidas diagnósticas para excluir a possibilidade de doença maligna caso de hemorragia genital anormal recorrente. Sob uso de estrogênios, leiomiomas podem aumentar de tamanho. Em casos de cirurgia, interromper o tratamento, se possível, pelo menos por 4 semanas antes, quando há risco aumentado de tromboembolismo ou em casos de imobilização prolongada. Como os componentes do Menosedan MPA 5,0 Ciclo podem causar retenção hídrica, administrar o medicamento com cuidadosa observação nos casos em que estas condições possam influenciar adversamente (asma, epilepsia, enxaqueca, disfunção cardíaca ou renal). Administrar com cautela em pacientes com disfunção hepática. Foi observado um decréscimo na tolerância à glicose numa pequena porcentagem de pacientes em terapia combinada de estrogênio-progestogênio, portanto pacientes diabéticas devem ser cuidadosamente monitorizadas. O uso prolongado de estrogênios pode alterar o metabolismo de cálcio e fósforo, devendo ser utilizado com cautela em pacientes com doença óssea metabólica. Este medicamento não é um contraceptivo, portanto não deve ser utilizado com este fim. Mulheres com potencial de engravidar devem utilizar métodos contraceptivos não hormonais. Tem sido descrito que o estrogênio pode aumentar o risco de carcinoma endometrial. Em casos de tratamento prolongado e/ou altas doses, as pacientes devem ser reavaliadas pelo menos a cada seis meses. Estudos indicam que há um maior risco de litíase biliar em mulheres menopausadas recebendo estrogênios. Pacientes sob uso de Menosedan MPA 5,0 Ciclo devem ter monitoramento da pressão arterial. Interromper o tratamento e realizar exames caso ocorra perda repentina de visão (parcial ou total) ou caso ocorra proptose, diplopia ou enxaqueca. Gravidez: estrogênio e progestogênio não devem ser utilizados durante a gravidez. Não há indicação de tratamento estrogênico durante a gravidez. Os estrogênios são ineficazes na prevenção ou tratamento da ameaça de abortamento, se a paciente for exposta ao acetato de medroxiprogesterona durante os 4 primeiros meses da gestação ou engravidar quando estiver usando o produto, deverá ser notificada dos riscos potenciais potenciais para o feto. Não existem evidências conclusivas que os estrogênios aumentem o risco de câncer de mama em mulheres menopausadas. Mulheres recebendo terapia estrogênica devem ser orientadas para procederem auto-exame de mamas nos intervalos entre as consultas. Lactação: não está estabelecido se o estrogênio é excretado no leite materno. Devido ao potencial de reações adversas graves em lactentes em decorrência da droga, o tratamento deve levar em consideração a importância do medicamento para a mãe e risco potencial para a criança. O progestogênio tem sido identificado em quantidades detectáveis no leite materno, mas o efeito sobre a criança não está estabelecido.

Reações adversas

as principais reações adversas estão relatadas no item precauções. As reações adversas abaixo têm sido relatadas com a terapia estrogênica ou progestogênica, incluindo contraceptivos orais, mas não necessariamente Menosedan MPA 5,0 Ciclo. Sistema geniturinário: sangramento intermenstrual, alterações do fluxo menstrual, dismenorréia, amenorréia, candidíase vaginal, alterações de erosões e no grau de secreção cervical, síndrome semelhante à cistite. Mamas: hipersensibilidade, aumento, secreção. Gastrintestinais: náusea, vômito, cólicas abdominais, distensão abdominal e icterícia colestática. Reações de hipersensibilidade: reações anafiláticas e anafilactóides, urticária (alergia). Pele: cloasma ou melasma, eritema multiforme, eritema nodoso, erupção hemorrágica, alopecia, hirsutismo. SNC: cefaléia, enxaqueca, tonturas, depressão, coréia. Olhos: alteração da curvatura da córnea, intolerância à lentes de contato. Outros: aumento ou perda de peso, piora da porfiria, edema, alterações da libido, pirexia, dores lombares, aumento da pressão arterial em indivíduos susceptíveis. Uma associação estatisticamente significante foi demonstrada entre o uso combinado de estrogênios e progestogênios e as seguintes reações adversas sérias: tromboflebite, embolia pulmonar, trombose cerebral e embolia. Por estas razões, monitorar cuidadosamente pacientes com essa terapia.

Contra-Indicações

câncer de mama ou dos órgãos genitais, diagnosticado ou suspeito, neoplasia estrogenodependente diagnosticada ou suspeita, gravidez diagnosticada ou suspeita, sangramento genital anormal de causa indeterminada, história ou presença de tromboflebite ou distúrbios tromboembólicos ou apoplexia cerebral, abortamento retido, doença ou disfunção hepática ou hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

Indicações

tratamento de sintomas vasomotores moderados a intenso associados ao climatério; osteoporose (os estrogênios reduzem a reabsorção óssea e impedem ou retardam a perda de massa óssea pós-menopausa); vaginite atrófica; uretinite atrófica e hipoestrogenismo devido a hipogonadismo, castração ou insuficiência ovariana primária.

Apresentação

caixa com 28 drágeas: 14 drágeas contendo 0,625 miligramas de estrogênios conjugados e 14 drágeas contendo 0,625 miligramas de estrogênios conjugados e 5,0 miligramas de acetato de medroxiprogesterona.

Laboratório

Química Haller Ltda.

Av. Além Paraíba, 104 Rio de Janeiro/RJ - CEP: 21061-090 Tel: (21 )560-6941 Fax: (21 )280-5025 Ver outros medicamentos deste laboratório Pesquisar o preço deste medicamento.

Aviso legal


Bulas
Principal