Anangor - Tramadol, Cloridrato - Bula

Anangor

Tramadol, Cloridrato



Anangor

Indicação

Para quê serve Anangor?

ANANGOR (Tramadol cloridrato) está indicado no alívio dos processos dolorosos moderados a graves, agudos e crônicos, tais como: pós-operatórios, processos reumáticos, traumatismos, fraturas e neoplasias.

Contraindicações

Quando NÃO devo usar este medicamento?

O produto é contraindicado quando conhecida hipersensibilidade ao cloridrato de tramadol, a qualquer outro componente deste produto ou ao opióide. É contraindicado em casos de intoxicações agudas por álcool, hipnóticos, analgésicos de ação central, opióides ou drogas psicotrópicas.

Também contraindicado em pacientes que estejam usando inibidores da monoaminoxidase (IMAO) ou tenham usado esse tipo de medicação nos últimos 14 dias.

Posologia

Como usar Anangor?

O esquema posológico recomendado serve como regra geral. Em princípio, deve ser buscada a menor dose analgésica eficaz. Para pacientes com dor crônica moderada que não requeiram o início rápido do efeito analgésico, a tolerabilidade ao tramadol pode ser melhorada iniciandose com doses menores. ANANGOR (Tramadol cloridrato), 1 cápsula de 50 mg, pode ser prescrito 2 ou 3 vezes ao dia. A dose oral de ANANGOR (Tramadol cloridrato) é de 50 a 100 mg, até de 4 a 6 horas, sem exceder 400 miligramas por dia. A maioria dos pacientes, incluindo portadores de neoplasias, respondem a doses de 150 a 300 miligramas por dia.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

Podem ocorrer náuseas, vômitos, secura da boca, tontura, sonolência, irritação, inquietação. Reações adversas pouco frequentes podem ocorrer relacionadas à função cardiovascular: palpitação, sudorese, hipotensão postural, taquicardia, sensação de colapso cardiovascular, síncope e aumento da pressão arterial. Estas reações adversas podem ocorrer particularmente quando o paciente realizar esforços excessivos após a administração intravenosa de ANANGOR (Tramadol cloridrato).

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

Estimativas de doses ingeridas em casos fatais variam de 3 a 5 gramas. Uma sobredose intencional de 3 gramas por paciente em um estudo clínico produziu êmese e nenhuma sequela. A menor dose relatada associada com fatalidade foi provavelmente entre 500 e 1.000 mg, em uma mulher de 40 kg, mas detalhes do caso não são completamente conhecidos.

Interações Medicamentosas

Já foram relatados raros casos de convulsão em pacientes que receberam as doses recomendadas de tramadol. Há um risco aumentado de convulsões quando ANANGOR (Tramadol cloridrato) é administrado concomitantemente com antiparquisoniano (selegilina) e antidepressivos (amitriptilina, nortriptilina, amoxapina, clorgilina, fluoxetina, sertralina, fluvoxamina, imipramina, moclobemida, etc) e neurolépticos (sulpirida, clorpromazina, clorprotixeno, flupentixol, haloperidol, pimozida, risperidona, etc).

Uso durante a Gravidez e Lactação

Não há estudos bem controlados e apropriados em mulheres gestantes com cloridrato de tramadol.

ANANGOR (Tramadol cloridrato) deve ser usado na gestação apenas se os benefícios potenciais justifiquem o risco potencial para o feto.

Laboratório

Biosintética Farmacêutica Ltda.


Bulas
Principal