MUCOSOLVAN Gotas e Xarope - Bula

MUCOSOLVAN Gotas e Xarope



MUCOSOLVAN Gotas e Xarope

Composição

cada 5 ml do xarope adulto contém: cloridratode ambroxol 30 miligramas Excipientes: hidroxietilcelulose, sorbitol a 70%, glicerina, sacarina sódica, essência de abricot, essência de laranja, mentol, ácido benzóico, propilenoglicol, água desionizada. Cada 5 ml do xarope pediátrico contém: cloridrato de ambroxol 15 mg. Excipientes: hidroxietilcelulose, sorbitol a 70%, glicerina, ácido benzóico, aroma de framboesa, propilenoglicol, ácido tartárico, água desionizada. Cada ml (20 gotas) contém: cloridrato de ambroxol 7,5 mg. Excipientes: ácido cítrico monoidratado, fosfato dissódico diidratado, cloreto de sódio, cloreto de benzalcônio, água desionizada.

Posologia e Administração

xarope adulto: adultos e adolescentes: 1/2 copo-medida, 3 vezes ao dia. Xarope pediátrico: crianças até 2 anos: 1/4 copo-medida, 2 vezes ao dia. Crianças de 2 a 5 anos: 1/4 copo-medida, 3 vezes ao dia. Crianças de 5 a 10 anos: 1/2 copo-medida, 3 vezes ao dia. Gotas para uso oral e inalação (7,5 mg/ml 20 gotas): uso oral: crianças até 2 anos: 20 gotas, 2 vezes ao dia. Crianças de 2 a 5 anos: 20 gotas, 3 vezes ao dia. Crianças de 5 a 10 anos: 40 gotas, 3 vezes ao dia. Adultos e adolescentes: 80 gotas, 3 vezes ao dia. Recomenda-se ingerir o Mucosolvan junto com as refeições. Inalação: adultos, adolescentes e crianças acima de 5 anos: 1 a 2 inalações por dia, com 40 a 60 gotas. Crianças abaixo de 5 anos: 1 a 2 inalações por dia, com 40 gotas. - Superdosagem: se ocorrer, recomenda-se tratamento sintomático.

Precauções

Mucosolvan gotas contém como conservante cloreto de benzalcônio. Quando inalado, este conservante pode causar broncoconstrição em pacientes sensíveis com hiper-reatividade das vias respiratórias. - Observação: não existem restrições ou precauções especiais para o uso do produto em pacientes com idade acima de 65 anos.

Reações adversas

Mucosolvan é geralmente bem tolerado. Como efeitos colaterais foram relatados, sobretudo após administração parenteral, manifestações gastrintestinais leves (principalmente pirose, dispepsia e ocasionalmente náuseas e vômitos). Em raros casos ocorreram reações alérgicas, sobretudo erupções cutâneas. Em casos excepcionais foram relatadas graves reações agudas do tipo anafilático; entretanto, a sua relação com ambroxol é duvidosa; alguns destes pacientes tinham apresentado também reações alérgicas a outras substâncias.

Contra-Indicações

hipersensibilidade conhecida ao ambroxol e a outros componentes da fórmula. - Gravidez e lactação: estudos pré-clínicos e ampla experiência com o emprego após a 28ª semana não evidenciaram efeitos prejudiciais durante a gravidez. Mesmo assim, devem ser observadas as precauções habituais a respeito do uso de fármacos durante a gravidez, sobretudo durante o primeiro trimestre. O fármaco passa para o leite materno; entretanto, não é provável que atue sobre o lactente quando administrado em doses terapêuticas. - Interações medicamentosas: a administração de ambroxol juntamente com antibióticos (amoxicilina, cefuroxima, eritromicina, doxiciclina) produz concentrações antibióticas mais elevadas no tecido pulmonar. Desconhecem-se interações prejudiciais de importância clínica com outras medicações.

Indicações

terapêutica secretolítica e expectorante nas afecções broncopulmonares agudas e crônicas, associadas à secreção mucosa anormal e transtornos do transporte mucoso.

Apresentação

xarope adulto e xarope pediátrico: frasco com 120 ml, acompanhado de copo-medida graduado em 2,5; 5; 7,5 e 10 mililitros Gotas: frasco com 50 mililitros

Laboratório

Boehringer Ingelheim Av. Maria Coelho Aguiar,215-Bl. F - 3ºand São Paulo/SP - CEP: 05804-970 Tel: 55 (011) 3741-2181 Fax: 55 (011) 3741-1648 Site: http://www.boehringer-ingelheim.com/

Ver outros medicamentos deste laboratório Pesquisar o preço deste medicamento.

Aviso legal


Bulas
Principal