Nistazol - Bula

Nistazol



Laboratório

Hebron

Apresentação de Nistazol

bisn. com 40g, acompanhada de 10 aplicadores ginecológicos descartáveis.

Nistazol - Indicações

Vaginites e vulvovaginites provocadas por Trichomonas vaginalis, Candida albicans ou bactérias inespecíficas, isoladas ou associadas.

Contraindicações de Nistazol

O produto é contraindicado em pacientes com histórico de hipersensibilidade a qualquer dos componentes da fórmula.

Advertências

Algumas pacientes podem ser mais sensíveis a um ou mais dos componentes da fórmula. Se for observada qualquer reação que indique sensibilidade, o uso do produto deve ser suspenso e o médico informado. O tratamento não deve ser interrompido durante a menstruação. O uso durante a gravidez e a amamentação só pode ser efetuado em caso de absoluta necessidade e sob acompanhamento médico. Apesar de sua fraca absorção por via vaginal, deve-se ter cautela quando do emprego de metronidazol em pacientes com discrasias sanguíneas ou distúrbios ativos do sistema nervoso central. O emprego de qualquer agente antimicrobiano pode resultar na proliferação de microorganismos não susceptíveis. Medidas auxiliares como duchas vaginais terapêuticas são desnecessárias e, algumas vezes, desaconselháveis. Duchas de limpeza podem ser usadas por pacientes não gestantes, se desejado, para fins estéticos.

Uso na gravidez de Nistazol

O uso durante a gravidez e a amamentação só pode ser efetuado em caso de absoluta necessidade e sob acompanhamento médico.

Interações medicamentosas de Nistazol

A norfloxacina, droga inativa contra fungos, isoladamente, pode aumentar a atividade antifúngica da nistatina. Estudos in vitro indicam que o uso concomitante de corticóides, dependendo da concentração, pode inibir o efeito da nistatina.

Reações adversas e efeitos colaterais de Nistazol

A absorção do metronidazol por via vaginal é fraca, sendo improvável a ocorrência de efeitos sistêmicos. A nistatina mostra-se virtualmente não tóxica e não sensibilizante, sendo bem tolerada mesmo em administrações prolongadas. Raramente poderão ocorrer manifestações locais de irritação ou sensibilização com o emprego do produto. Com o uso repetido, poderão ocorrer casos de desconforto uretral.

Nistazol - Posologia

Administração por via vaginal. Aplicar o conteúdo do aplicador cheio à noite, ao deitar, durante 10 dias, ou a critério médico. Para aplicar corretamente o produto, proceder da seguinte forma: adaptar à bisnaga, puxar o êmbolo para trás e pressionar a bisnaga de modo a encher completamente o aplicador. Retirar a bisnaga, fechá-la e introduzir delicada e profundamente o aplicador na vagina. Pressionar o êmbolo até esvaziar completamente o aplicador. A aplicação será facilitada estando a paciente reclinada de costas e com as pernas dobradas.

Superdosagem

Pacientes idosos não precisam de cuidados especiais para usar Nistazol nas dosagens e via de administração indicadas.

Nistazol - Informações

Este medicamento constitui-se em terapêutica polivalente de vaginites e vulvovaginites, sejam elas causadas por Trichomonas vaginalis, Candida albicans, bactérias inespecíficas ou ainda associação de mais de um agente. O benzoilmetronidazol possui as mesmas propriedades do metronidazol, um quimioterápico pertencente aos derivados 5-nitroimidazólicos, mostrando-se provido de atividade bactericida e protozoaricida contra germes anaeróbicos, notadamente Trichomonas vaginalis. A absorção do metronidazol pela via vaginal é fraca. A nistatina é um antibiótico antifúngico dotado de propriedades fungistáticas e fungicidas in vitro contra uma ampla variedade de fungos e leveduras, sendo corretamente utilizada como terapêutica específica da candidíase (monilíase). A nistatina não sofre absorção na pele íntegra ou membranas mucosas. O cloreto de benzalcônio é um derivado de amônio quaternário provido de atividade bactericida contra diversos microorganismos gram-positivos. Como possui também ação emulsificante e detergente, o cloreto de benzalcônio abaixa a tensão superficial, auxiliando no espalhamento do produto. Pela sua ação tricomonicida (metronidazol), monilicida (nistatina) e sobre bactérias inespecíficas (benzalcônio), este medicamento é eficaz contra vaginites e vulvovaginites de diferentes etiologias.


Bulas
Principal