Novamox - Potássio, Clavulanato - Bula

Novamox

Potássio, Clavulanato

Antibioticos Sistemicos



Novamox

Indicação

Para quê serve Novamox?

Infecções bacterianas causadas por germes sensíveis aos componentes da fórmula. Novamox é bactericida para ampla gama de microorganismos, sendo efetivo nas seguintes condições: infecções do trato respiratório inferior, causadas por cepas de germes produtores ou não de betalactamases de Haemophilus influenzae e Branhamella catarrhalis; otites médias causadas por cepas de germes produtores ou não de betalactamases de Haemophilus influenzae e Branhamella catarrhalis; sinusites causadas por cepas de germes produtores ou não de betalactamases de Haemophilus influenzae e Branhamella catarrhalis; infecções de pele e tecidos moles causadas por cepas de germes produtores ou não de betalactamases de Staphylococcus aureus, Escherichia coli e Klebsiella sp.; infecções do trato urinário, causadas por cepas de germes produtores ou não de betalactamases de Escherichia coli, Klebsiella sp. e Enterobacter sp. Novamox, além de ser indicado em todas as situações acima referidas, é também indicado nos casos de infecções causadas por microorganismos sensíveis à ampicilina. Novamox não deve ser usado com outro antibiótico nos casos de infecções mistas causadas por germes sensíveis à ampicilina e germes produtores de betalactamases.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Pacientes com história de reações alérgicas e hipersensibilidade às penicilinas.

Posologia

Como usar Novamox?

A dosagem para adultos e crianças maiores (acima de 40 kg de peso) é de um comprimido de Novamox a cada 8 horas. Crianças: a dose estabelecida baseia-se no peso corporal, recomendando-se dose total de 20-40 mg/kg/dia baseado no componente de amoxicilina, dividido a cada 8 horas. - Superdosagem: a amoxicilina pode ser removida da circulação por hemodiálise. O peso molecular, o grau de ligação protéica e o perfil farmacocinético do ácido clavulânico, em conjunto com informações de um único paciente com insuficiência renal, sugerem que este componente também pode ser removido por hemodiálise.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

As reações adversas relatadas tem sido geralmente pouco frequentes, leves e transitórias. Menos de 3% dos pacientes descontinuaram o tratamento em função dessas reações, decorrentes do uso do medicamento. As mais frequentes reações relatadas foram: diarréia, náusea, vômitos, rash cutâneo, urticária e vaginites. A incidência de reações adversas, particularmente diarréia, aumentou em função do aumento da dose recomendada do Novamox. Outras reações relatadas com menos frequência incluem desconforto abdominal, flatulência e cefaléia.

Advertências e precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Sua segurança em mulheres grávidas não foi estabelecida, e, portanto, não é recomendado exceto se considerado essencial pelo médico responsável. A insuficiência renal retarda a excreção do clavulanato e da amoxicilina; entretanto não é necessária qualquer redução da dosagem, exceto no caso da insuficiência ser tão severa a ponto de requerer diálise. Cada comprimido revestido de Novamox contém 125 miligramas de ácido clavulânico, e inclui 0,63 meq de potássio. Reações de hipersensibilidade (anafilactóides) sérias e ocasionalmente fatais têm sido relatadas em pacientes recebendo tratamento com derivados da penicilina. Embora a anafilaxia seja mais frequente após tratamento parenteral, pode também ocorrer em pacientes recebendo tratamento oral. Estas reações são mais passíveis de ocorrer em indivíduos com história de sensibilidade à penicilina e/ou uma história de sensibilidade a múltiplos alérgenos. Tem sido relatados casos de pacientes com história de hipersensibilidade à penicilina e que tiveram graves reações quando tratados com cefalosporinas. Antes de iniciar um tratamento com um derivado da penicilina, deve ser realizada uma criteriosa e minuciosa pesquisa do passado alérgico do paciente quanto a reações às penicilinas, cefalosporinas ou a outros alergénos. Caso ocorra uma reação alérgica, Novamox deve ser imediatamente descontinuado e instituída terapêutica adequada. Reações anafilactóides graves requerem tratamento de emergência com epinefrina, oxigênio, esteróides intravenosos; assistência respiratória, inclusive intubação pode ser instituída se indicada. Embora Novamox possua a característica de baixa toxicidade do grupo de antibióticos da penicilina, um acompanhamento periódico das funções orgânicas, incluindo funções renal, hepática e hematopoiética, é recomendado durante o tratamento prolongado. Um grande número de pacientes com mononucleose que recebem ampicilina desenvolve rash cutâneo. Logo, os antibióticos desta classe não devem ser administrados a pacientes com mononucleose. A possibilidade de superinfecções por fungos ou bactérias deve ser considerada durante o tratamento. Se ocorrer superinfecção (usualmente envolvendo Pseudomonas ou Candida), a droga deve ser descontinuada e/ou a terapia apropriada instituída. Antibióticos da mesma classe da ampicilina são excretados pelo leite materno. Portanto, deve-se ter cuidado quando Novamox é administrado a mulheres que estão amamentando. Interações medicamentosas: a probenecida retarda a excreção renal da amoxicilina. O seu uso concomitante com Novamox pode resultar em um aumento do nível de amoxicilina no sangue. A administração concomitante de alopurinol e ampicilina aumenta consideravelmente a incidência de rash em pacientes recebendo ambas as drogas se comparados a pacientes recebendo somente ampicilina. Não se sabe se esta potencialização do efeito da ampicilina é devido ao alopurinol ou à hiperuricemia presente nestes pacientes. Não há dados sobre a administração concomitante de Novamox e alopurinol. Novamox não deve ser administrado junto com dissulfiram.

Composição

Cada comprimido revestido contém: amoxicilina(sob a forma triidratada) 500 mg; ácido clavulânico (sob a forma de clavulanato de potássio) 125 mg. Cada 5 ml contém após reconstituição: amoxicilina (sob a forma triidratada) 250 mg; ácido clavulânico (sob a forma de clavulanato de potássio) 62,5 mg.

Apresentação

Comprimidos revestidos em frasco de 15 e 21. Frasco de vidro contendo pó para preparação de suspensão de 75 ml + frasco de vidro com 65 ml de diluente. Frasco de vidro contendo pó para preparação de suspensão de 105 ml + frasco de vidro com 90 mililitros de diluente.

Laboratório

Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A.

Rodovia Presidente Dutra, S/n Km 223 - Porto da Igreja;

Guarulhos;

São Paulo; 07034-904 CNPJ: 60659463/0001-91 Tel: +55 11 2608-6000


Antibioticos Sistemicos
Bulas
Principal