Artemetexil - Bula

Artemetexil



Laboratório

Silvestre

Apresentação de Artemetexil

Solução injetável 80 mg/ml: Caixa com 1, 10 e 100 ampolas de 1 ml.

Artemetexil - Indicações

Nos quadros clínicos graves de malária, em todas suas formas, inclusive naquelas provocadas por Plasmodium falciparum resistentes à cloroquina.

Contraindicações de Artemetexil

Hipersensibilidade aos componentes da formulação.

Artemetexil - Posologia

A dose total de Artemexil para tratamento da malária é de 7 a 10 mg/kg, distribuída durante cinco dias consecutivos. Adulto de 50 kg, a dose total é de 480 miligramas Deve ser administrada a dose inicial de 160 miligramas no primeiro dia e de 80 mg/dia a seguir, do segundo ao quinto dia. Portanto, na apresentação de 80 mg/ampola, a posologia é de duas ampolas, no primeiro dia, e uma por dia, nos quatro dias restantes. O intervalo de concentração recomendável, para adultos, é entre 2 a 2,6 mg/kg como dose inicial e, a seguir, do segundo ao quinto dia, entre 1 a 1,3 mg/kg/dia. Crianças, a dose inicial é de 3,2 mg/kg, seguindo-se 1,6 mg/kg/dia, do segundo ao quinto dia. Observações: Em temperaturas baixas, podem formar-se cristais (coagulação), que se dissolvem por ligeiro aquecimento da preparação. O produto não deve ser administrado enquanto a solução não se apresentar límpida. Antes da administração intramuscular do Artemexil deve ser observado, contra a luz, para se comprovar que o líquido está límpido. Se for constatada qualquer turvação, mesmo discreta, ou ocorrer coagulação, o produto deve ser levemente aquecido. O produto só deve ser utilizado se houver retorno da limpidez. Discreta dor local, por distensão no sítio da injeção muscular, pode persistir por poucos dias.

Artemetexil - Informações

Cada ampola de 1 ml contém: Artemeter 80 miligramas Excipientes (Álcool Benzílico e Óleo de Amendoim). É altamente eficaz na remissão do quadro clínico de todas as formas de malária, inclusive naquelas provocadas por Plasmodium falciparum resistentes à cloroquina. Tem ação esquizonticida, mas é ineficaz aos gametócitos. Administrado por via intramuscular, durante 5 dias, o Artemexil é relativamente seguro, podendo ser empregado nos quadros clínicos graves como a encefalite malárica. A remissão da febre ocorre em 20 a 40 horas, porém a ausência de parasitas assexuadas no sangue ocorre somente após 2 a 4 dias. Em pacientes adequadamente medicados e com boa remissão clínica, a maioria dos estudos refere recaída em torno de 5 a 10% dos casos, após 4 semanas. As técnicas de radioimunoensaio, que determinam os níveis do metabólito ativo diidroartemisinina, juntamente com o Artemexil, demonstram um pico de concentração sérica de 0,8 mcg/kg, após dose de 10 mg/kg, por via intramuscular. Administrado por via intravenosa, o Artemexil tem meia-vida sérica de cerca de 30 minutos. O medicamento é amplamente distribuído no corpo, sendo o nível mais alto encontrado no cérebro e os mais baixos no fígado e rins. Após administração por via intramuscular, o Artemexil em solução de óleo estéril de sementes de amendoim, é bem absorvido, atingindo pico de concentração sérica em aproximadamente 7 horas, com variações entre 4 horas a 10 horas. Em grupos submetidos a doses de 3,2 mg/kg, 6,0 mg/kg e 10,0 mg/kg, a meia-vida de eliminação é de cerca de 13 horas, aumentando com o incremento da dose. O Artemexil é excretado principalmente com as fezes e, em pequena parte, na urina.


Bulas
Principal