Salisvit c - Bula

Salisvit c



Laboratório

Cifarma

Apresentação de Salisvit c

Display contendo 50 envelopes com 2 comprimidos efervescentes

Salisvit c - Indicações

Analgésico (dores moderadas) e antitérmico.

Contraindicações de Salisvit c

Conhecida hipersensibilidade ao ácido acetilsalicílico, a outros salicilatos ou a qualquer componente da fórmula. Na presença de diátese hemorrágica, de úlcera gastroduodenal e nos três últimos meses de gravidez.

Advertências

Somente após rigorosa avaliação médica dos riscos e benefícios no uso de ácido acetilsalicílico, este poderá ser utilizado nas seguintes condições: primeiro e segundo trimestres de gravidez; durante a amamentação; hipersensibilidade a anti-inflamatórios/antirreumáticos e a outros alérgenos, no uso concomitante com anticoagulantes (ex.: derivados cumarínicos ou heparina, exceto terapia com baixas doses de heparina); na presença de lesões hepáticas ou renais graves; pacientes com antecedentes de doença gastrointestinal. O tratamento com o ácido acetilsalicílico deve ser interrompido, pelo menos, uma semana antes de cirurgias, devido ao aumento do tempo de sangramento. Crianças ou adolescentes não devem usar este medicamento para catapora ou sintomas gripais antes que um médico seja consultado sobre a síndrome de Reye, uma rara, mas grave doença associada a esse medicamento. Pacientes com asma brônquica, bronquite crônica, febre do feno ou edema da mucosa nasal (pólipos nasais) podem vir a apresentar crise asmática, edema localizado da pele ou mucosa (edema de Quincke) ou urticária, quando em contato com analgésicos/anti-inflamatórios não-esteróides. Este medicamento contém sódio, que pode ser prejudicial às pessoas com dieta restritiva ao sódio

Uso na gravidez de Salisvit c

Somente após rigorosa avaliação médica dos riscos e benefícios no uso de ácido acetilsalicílico, este poderá ser utilizado nas seguintes condições: primeiro e segundo trimestres de gravidez; durante a amamentação.

Interações medicamentosas de Salisvit c

Os efeitos dos seguintes medicamentos são intensificados: anticoagulantes; corticosteróides (risco de hemorragia gastrointestinal); anti-inflamatórios não-esteróides; sulfoniluréias; metotrexato; digoxina, barbitúricos e lítio (concentração plasmática); sulfonamidas e suas associações; ácido valpróico. Os efeitos dos seguintes medicamentos são reduzidos: antagonistas da aldosterona (ex.: espironolactona) e diuréticos de alça; anti- hipertensivos; uricosúricos. Até em baixas doses, o ácido acetilsalicílico reduz a excreção de ácido úrico. Isto pode gerar crise de gota em pacientes que já apresentem tendência à excreção reduzida de ácido úrico.

Reações adversas e efeitos colaterais de Salisvit c

Podem ocorrer, ocasionalmente, distúrbios gastrointestinais como náuseas, diarréia, vômitos e leve perda de sangue gastrointestinal que, em casos excepcionais, pode causar anemia. Úlcera gastrointestinal pode ocorrer ocasionalmente e, em alguns casos, com hemorragia e perfuração. Casos raros de reação de hipersensibilidade como dispnéia e erupções cutâneas podem ocorrer. Casos isolados de alterações da função hepática (aumento das transaminases) e renal, hipoglicemia e reações graves de pele estão descritos. Tontura e zumbido podem ocorrer como sintomas de superdose, principalmente em crianças e idosos.

Salisvit c - Posologia

Adultos: 1 a 2 comprimidos a cada 4 a 8 horas não excedendo 8 comprimidos por dia. Apartir de 10 anos: 1 comprimido, até 3 vezes por dia. Dissolva os comprimidos em água.

Superdosagem

Em caso de superdose acidental, procure imediatamente um médico ou um Centro de Intoxicações, mesmo na ausência de sinais ou sintomas. Enquanto a intoxicação aguda provoca alterações graves do equilíbrio ácido-básico, a intoxicação crônica causa alterações predominantemente do sistema nervoso central (salicilismo). Além do distúrbio de equilíbrio ácido-básico (perda de potássio), hipoglicemia, erupções da pele e hemorragia gastrointestinal, os sintomas podem incluir hiperventilação, zumbido, náuseas, vômitos, distúrbios visuais e auditivos, cefaléia, tontura e confusão. Na intoxicação grave, podem ocorrer delírio, tremor, dispnéia, sudorese, hipertemia e coma. O tratamento da intoxicação com o ácido acetilsalicílico depende da extensão, do estágio e dos sintomas clínicos do quadro. Recomendam- se medidas usuais para reduzir a absorção do princípio ativo, acelerar a excreção e monitorar o balanço hídrico e eletrolítico, normalizar a temperatura e a atividade respiratória.

Salisvit c - Informações

cada comprimido contém: ácido acetilsalicílico --- 400 miligramas ácido ascórbico --- 240 miligramas Como éster do ácido salicílico, o ácido acetilsalicílico é uma substância com propriedades analgésica, antipirética e anti-inflamatória. Como mecanismo de ação promove a inibição da enzima cicloxigenase e, portanto, a inibição da produção de prostaglandinas E2, I2 e do tromboxanoA2. É convertido em seu principal metabólito, ácido salicílico, durante e após a absorção. O metabolismo é limitado pela capacidade de enzimas hepáticas. A ligação às proteínas plasmáticas é dose dependente (de 66% a 98% de ácido salicílico). Após altas doses, é detectável nos líquidos cefalorraquidiano e sinovial. O ácido salicílico atravessa a barreira placentária e é excretado no leite. Sua meia vida de eliminação é dose dependente (2 a 3 horas para baixas doses e 12 horas para doses analgésicas). O ácido salicílico e seus metabólitos são excretados, principalmente, por via renal


Bulas
Principal