Tandrexin - Ampicilina Sodica - Bula

Tandrexin

Ampicilina Sodica

Antibioticos Sistemicos



Tandrexin

Indicação

Para quê serve Tandrexin?

Infecções das vias respiratórias: amigdalite, faringite, laringite, traqueíte, bronquite, broncopneumonia e pneumonia. Infecções geniturinárias: uretrite gonocócica e inespecífica, cistite, prostatite, epididimite, pielonefrite, vulvovaginite, cervicite, metrite, anexite e salpingite. Infecções da pele e tecidos moles: piodermite, erisipela, abcessos e processos infectados. Outras infecções: septicemia, endocardite bacteriana, meningite bacteriana, flebite, tromboflebite e linfangite.

Contraindicações

Quando NÃO devo usar este medicamento?

Hipersensibilidade à penicilina ou derivados e às cefalosporinas. Não se recomenda a ampicilina nas infecções causadas por estafilococos penicilorresisitentes e nas infecções produzidas por bacilo piociânico, riquéttsias e vírus. Não deve ser administrado a gestantes durante o primeiro trimestre de gravidez.

Posologia

Como usar Tandrexin?

A posologia sempre a critério médico, deve ser adequada à gravidade maior ou menor da infecção. Como orientação terapêutica recomenda-se a seguinte posologia, a prolongar-se de acordo com a resposta clínica. Adultos e crianças com mais de 12 anos: 1 comprimido cada 6 horas ou 1/2 a 1 copo-medida da suspensão (5 a 10 ml) cada 6 horas. Crianças até 12 anos: 1/2 comprimido cada 6 horas ou 1/2 copo-medida da suspensão (5 ml) cada 6 horas. Lactentes até 1 ano: 1/4 da suspensão copo-medida (2,5 ml) cada 6 horas. Superdosagem: não existem na literatura, referências de riscos de toxicidade na sobredosagem de ampicilina.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

Podem ocorrer reações alérgicas, principalmente em pessoas com história de hipersensibilidade às penicilinas ou naquelas com antecedentes de asma, alergia e urticária. Em todos esses casos, suspender a medicação e tratar adequadamente. Podem ocorrer, com o uso da ampicilina, alterações gastrintestinais: glossite, estomatite, náuseas, vômitos e diarréia; reações de hipersensibilidade: exantema e urticária, dermatite esfoliativa e eritema multiforme. Todas essas reações são reversíveis com a interrupção do tratamento e são atribuíveis a fenômenos de hipersensibilidade.

Advertências e precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Podem ser verificadas superinfecções por germes resistentes ao antibiótico, quando o produto for usado durante tratamentos prolongados. Se ocorrer superinfecção, deve-se instituir terapêutica apropriada. - Interações medicamentosas: o alopurinol pode predispor os pacientes às erupções cutâneas causadas pela ampicilina. Desta forma evitar tal associação.

Composição

Cada comprimido contém: ampicilina 500 mg.Suspensão oral: cada 1/2 copo-medida (5 ml) contém após reconstituição: ampicilina 250 miligramas

Apresentação

Caixa com 12 comprimidos de 500 miligramas Suspensão oral: caixa contendo 1 envelope com 3 g de ampicilina e 1 frasco de xarope, para preparação de 60 mililitros de suspensão.

Laboratório

Laboratórios Sintofarma S.A.


Antibioticos Sistemicos
Bulas
Principal