Turbocalcin - Bula

Turbocalcin



Turbocalcin

Indicação

Para quê serve Turbocalcin?

Tratamento da doença óssea de Paget. O produto também é indicado para o tratamento da doença de Sudeck, turnover acelerado do metabolismo ósseo. Como coadjuvante no tratamento da hipercalcemia secundária e metástase óssea e da osteoporose de várias origens, eventualmente em associação com outros medicamentos.

Contraindicações

Quando NÃO devo usar este medicamento?

Pacientes com hipersensibilidade à calcitonina.

Posologia

Como usar Turbocalcin?

Doença de Paget/atrofia de Sudeck: a dose inicial recomendada é de 40 UI IM em dias alternados. A dosagem pode ser aumentada para 40 UI diários ou até 40 UI, 2 vezes ao dia, quando necessário. Como um auxílio na avaliação da eficácia da calcitonina, a determinação de fosfatase alcalina sérica e excreção urinária de hidroxiprolina, devem ser realizadas, antes do início da terapia, durante os primeiros três meses e em intervalos (aproximadamente 3-6 meses) durante o tratamento crônico. O ajuste da dose deve ser conduzido pelos sinais clínicos e radiológicos, assim como alterações na fosfatase alcalina sérica e excreção urinária de hidroxiprolina. O tratamento deve ser continuado por 6 meses ou mais. Se a retirada da terapia for seguida por uma prolongada exacerbação, acentuada por um aumento nos parâmetros bioquímicos e retorno dos sintomas ou sinais radiológicos, o tratamento deve ser recomeçado. A posologia deve ser adaptada individualmente, conforme as necessidades do paciente. Osteoporose: a dose inicial recomendada é de 40 UI IM diários. Esta dosagem pode ser reduzida para dias alternados durante a fase de manutenção. A manutenção de uma ingestão adequada de cálcio e vitamina D não deve ser descuidada. A densidade do tecido ósseo deve ser medida antes do início do tratamento e, em seguida, a intervalos regulares (aproximadamente 1 vez ao ano) durante a terapia crônica. Após cessar o tratamento, caso os parâmetros bioquímicos acusem nova exacerbação da doença, deve-se reiniciar a terapêutica. Hipercalcemia: a dose inicial recomendada é de 40 UI IM, 2 vezes ao dia. O tratamento pode ser descontinuado 12 horas após os níveis séricos de cálcio terem retornado ao normal. O efeito terapêutico é geralmente obtido dentro das primeiras 24 horas de tratamento. Em pacientes com resultados incompletos, o aumento da dose não resulta numa redução adicional do cálcio sérico. Um novo aumento no cálcio sérico é observado em poucos dias após a descontinuação do tratamento. Dor óssea devido a metástase: a dose recomendada é de 80 UI IM diários. Superdosagem: não há relatos de casos de superdosagem por administração inadequada ou deficiência de metabolismo.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

As reações adversas relatadas após administração de Turbocalcin incluem: ondas de calor, raramente acompanhadas por hipotensão arterial e taquicardia, náusea, vômito, diarréia, desconforto abdominal e, mais raramente, anorexia, cefaléia, vertigem, parestesia nas palmas das mãos e solas dos pés. Esses efeitos geralmente desaparecem espontaneamente e, em alguns poucos casos, é necessária a redução da dose. Podem surgir ocasionalmente gosto metálico na boca, hipertensão arterial, aumento da frequência urinária, poliúria, mal-estar e astenia. Há relatos de casos isolados de sintomas de tetania ou hipocalcemia transitória sem importância clínica. Podem ocorrer reações de hipersensibilidade com o uso de calcitonina injetável, como: reação no local da aplicação, erupções da pele, urticária, prurido, febre e calafrios. Existe o risco de reações graves, como reações alérgicas anafilactóides, incluindo choque, angioedema, laringospasmo e dispnéia.

Advertências e precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

A administração de calcitonina pode, sob circunstâncias incomuns, conduzir a tetania hipocalcêmica. Administração parenteral de cálcio deve estar disponível durante as primeiras poucas administrações de calcitonina. A segurança e eficácia da calcitonina, em crianças, ainda não foi estabelecida, portanto, o seu uso neste grupo de pacientes não é recomendado. O uso da calcitonina na gravidez somente deve ser recomendado se não houver outra alternativa segura, uma vez que não há experiência para avaliar a segurança da utilização de calcitonina na gravidez humana. Não é recomendada a administração do produto a mulheres no período de amamentação, pois não está ainda estabelecido se a calcitonina e/ou seus metabólitos passam para o leite materno. Pacientes que apresentarem vertigem ou outros distúrbios do sistema nervoso central devem abster-se de dirigir veículos ou operar máquinas. Estudos realizados com pacientes idosos não apresentaram restrições ao uso do produto nesta faixa etária. Os efeitos do tratamento com Turbocalcin não foram estudados nos pacientes com insuficiência hepática ou renal. Consequentemente, deve-se ter cuidado durante o tratamento de tais pacientes. Não existem referências sobre alterações relevantes de exames laboratoriais após utilização adequada de calcitonina. - Interações medicamentosas: não há relatos sobre interações medicamentosas entre calcitonina e outros fármacos.

Composição

Cada ml de solução injetável contém:calcitonina sintética de enguia 40 UI, veículo q.s.p. 1 ml. Veículo: cloreto de sódio, ácido acético glacial, acetato de sódio, água bidestilada.

Apresentação

Embalagem com 5 ampolas contendo 40 UI/ml.

Laboratório

GlaxoSmithKline Brasil Ltda.

Estrada dos Bandeirantes 8464 - Rio de Janeiro - RJ CEP 22783-110.

CNPJ 33.247743/0001-10


Bulas
Principal