Vermirax - Bula

Vermirax



Vermirax

Indicação

Para quê serve Vermirax?

Anti-helmíntico polivalente especificamente destinado ao tratamento das infestações isoladas ou mistas, causadas por Ascaris lumbricoides, Trichuris trichiura, Enterobius vermiculares, Ancylostoma duodenale, Necator Americanus, Taenia solium, Taenia saginata.

Contraindicações

Quando NÃO devo usar este medicamento?

Pacientes alérgicos ao mebendazol, durante a gravidez e a lactação.

Posologia

Como usar Vermirax?

Infestações por nematódios: 1 comprimido ou um copo-medida de 5 ml (uma colher das de chá) 2 vezes por dia durante 3 dias consecutivos, independente do peso corpóreo e idade. Infestações por cestódios: 2 comprimidos ou 2 copos-medida de 5 ml (2 colheres das de chá) 2 vezes ao dia durante 3 dias consecutivos. A posologia para crianças é de 1 comprimido 2 vezes ao dia ou 5 ml (2 colheres de chá) 2 vezes por dia, durante 3 dias consecutivos. Os comprimidos podem se mastigados, deglutidos com água, triturados ou dissolvidos.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

Mebendazol é em geral muito bem tolerado. Em casos de infestação maciça com grande eliminação de vermes, podem ocorrer dor abdominal e diarréia transitória. Reações alérgicas tipo eritema, urticária e angioedema foram raramente observadas.

Advertências e precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

O uso em crianças menores de 1 ano é raro. Houve relatos esporádicos de convulsões nestes pacientes. Assim mebendazol só deve ser usado em crianças menores de 1 ano de idade se a verminose causar uma desnutrição significativa ou prejudicar o desenvolvimento da criança. Gravidez: não se recomenda a administração de Vermirax durante a gravidez, especialmente no primeiro trimestre. Lactação: não se sabe se o mebendazol é excretado no leite humano. Como muitas drogas são excretadas no leite materno, deve-se ter em mente esta possibilidade ao administrar-se Vermirax a lactantes. Interações medicamentosas: uso concomitante de cimetidina pode mudar o metabolismo do mebendazol no fígado, resultando um aumento da concentração plasmática do medicamento, especialmente em uso crônico. Nestes casos, recomenda-se a dosagem da concentração plasmática para determinação da dose. Superdosagem: no caso de superdosagem acidental, cólicas abdominais, náusea, vômito e diarréia podem ocorrer. Apesar de o tempo de tratamento recomendado ser de 3 dias, casos de distúrbios reversíveis da função hepática, hepatite e neutropenia foram descritos. Não existe antídoto específico. Lavagem gástrica com solução de permanganato de potássio a 20% pode ser feita. Carvão ativado pode ser administrado.

Composição

Cada comprimido contém: mebendazol 100 mg.Excipientes: celulose microcristalina, amido, manitol pó, laurilsulfato de sódio, corante amarelo crepúsculo, corante amarelo tartrazina, talco, estearato de magnésio. Suspensão: cada ml contém: mebendazol 20 miligramas

Apresentação

Blister com 6 comprimidos e frasco com 30 mililitros de suspensão.

Laboratório

Johnson & Johnson Industrial Ltda.

Rodovia Presidente Dutra, km 154 - São José dos Campos - SP CNPJ - 59.748.988/0001-14 - Indústria Brasileira SAC: 0800 728 6767 www.jnjbrasil.com.br


Bulas
Principal