Vitadesan - Bula

Vitadesan



Laboratório

Sanval

Apresentação de Vitadesan

Frasco com 10 mililitros

Vitadesan - Indicações

Prevenção e tratamento dos estados de carência de Vitaminas A e D.

Contraindicações de Vitadesan

O produto é contraindicado a pacientes com hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula. Pacientes com hipervitaminose A, hipervitaminose D, hipercalcemia e osteodisrofia renal com hiperfosfatemia não devem utilizar o produto.

Advertências

É importante certificar-se de que o paciente não está com hipervitaminose A ou D.

Interações medicamentosas de Vitadesan

Os anticoagulantes cumarínicos ou indandiônicos podem causar hipoprotrombinemia, quando utilizados concomitantemente com vitamina A. Anticoncepcionais orais podem aumentar a concentração plasmática da vitamina A. Alguns medicamentos como colestipol, colestiramina, óleo mineral, neomicina oral ou sucralfato, podem interferir com a absorção da vitamina A. Além disso, a vitamina E pode facilitar sua absorção, armazenagem hepática e utilização, e reduzir a toxicidade. A vitamina D pode antagonizar o efeito da calcitonina no tratamento de hipercalcemia. Além disso, pode potencializar os efeitos dos digitálicos, resultando em arritmias cardíacas. Antiácidos contendo alumínio podem precipitar os ácidos biliares no intestino delgado superior, diminuindo assim a absorção de vitaminas lipossolúveis. Enquanto que antiácidos contendo magnésio podem causar hipermagnesemia. Isoniazida e rifampicina interferem com o metabolismo da vitamina D. Anticonvulsivantes hidantoínicos, barbitúricos ou primidona podem reduzir o efeito da vitamina D. Preparações contendo cálcio, em doses elevadas, ou diuréticos tiazídicos podem aumentar o risco de hipercalcemia, e preparações contendo fósforo, em doses elevadas, podem aumentar o potencial para hiperfosfatemia.

Reações adversas e efeitos colaterais de Vitadesan

Em pacientes hipersensíveis, a administração de doses elevadas do produto pode causar: - Hipervitaminose A: Caracterizada por pele seca e pruriginosa, descamação da pele, dermatite eritematosa, alteração no crescimento dos cabelos, fissura dos lábios, irritabilidade, anorexia, perda de peso, mal estar abdominal, irregularidades menstruais. A ingestão excessiva (mais de 5.000 UI por dia) pode estimular perda óssea e neutralizar os efeitos de suplementação de cálcio, podendo causar hipercalcemia. - Hipervitaminose D: Caracterizada por hipercalcemia, calcificação ectópica em tecidos moles, náusea, vômito, cefaléia, osteoporose, hipertensão e diminuição da função renal. Em crianças, a margem de segurança entre dose terapêutica e dose tóxica é pequena. A hipervitaminose prolongada em lactentes causa atrasos mental e físico, insuficiência renal e morte.

Vitadesan - Posologia

O produto deve ser administrado de preferência com alimento gorduroso, como por exemplo leite e derivados. PREMATUROS E RECÉM-NATOS DE PESO BAIXO 10 gotas (400 U.I. de Vit. D + 1500 U.I. de Vit. A) por dia, à partir do 10º, dia de vida. LACTENTES NORMAIS 10 gotas (400 U.I. de Vit. D + 1500 U.I. de Vit. A) por dia, à partir do 30º, dia de vida. TRATAMENTO DO RAQUITISMO INSTALADO 50 gotas (2000 U.I. de Vit. D + 7500 U.I. de Vit. A) por dia, até a cura clínico radiológica, após o que retorna-se a dose profilática de 4 gotas diárias. 20 gotas correspondem a 1 ml do produto. Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica.-

Superdosagem

Em caso de ingestão excessiva acidental, notificar imediatamente o médico assistente.

Vitadesan - Informações

Fórmulas: palmitato de retinol (vitamina A)...3.000 U.I. Ergocalciferol (vitamina D2)...800 U.I. Veículo...q.s.p...1 ml


Bulas
Principal