Desloratadina (Desalex) - Bula

Desloratadina (Desalex)



DESALEX
- Bula do Profissional de Saúde
- Princípio Ativo
Desloratadina
Desalex (Schering-Plough) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO - DESALEX

Indústria Química e Farmacêutica Schering-Plough S/ADESALEX*
Desloratadina

FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES - DESALEX

USO ADULTO E PEDIÁTRICO

DESALEX Comprimidos e Xarope são indicados para uso oral.
DESALEX Comprimidos apresenta-se em embalagens com 10 comprimidos revestidos.
DESALEX Xarope apresenta-se em frasco com 60 mL.
Cada comprimido de DESALEX contém 5,0 miligramas de desloratadina.
Componentes inativos: fosfato de cálcio dibásico, celulose microcristalina, amido de milho, talco, lactose, hipromelose, dióxido de titânio, polietilenoglicol, cera branca, cera de carnaúba.
Cada mL de DESALEX Xarope contém 0,5mg de desloratadina.
Componentes inativos: propilenoglicol, sorbitol solução, ácido cítrico, citrato de sódio, benzoato de sódio, edetato dissódico, sacarose, aroma artificial e natural de chiclete, água purificada.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE - DESALEX

- CARACTERÍSTICAS FARMACOLÓGICAS

A desloratadina é um antagonista não-sedante da histamina, de ação prolongada, com potente atividade antagonista seletiva dos receptores H1 periféricos da histamina, não tendo a droga penetração efetiva no sistema nervoso central (SNC). A desloratadina tem demonstrado atividade anti-histamínica e anti-inflamatória.

Além da atividade anti-histamínica, a desloratadina tem demonstrado uma atividade anti-inflamatória em vários estudos. Esses estudos têm demonstrado que a desloratadina inibe a grande cascata de eventos que inicia e propaga a inflamação alérgica, entre eles:· liberação das citocinas pró-inflamatórias, dentre elas IL-4, IL-6, IL-8, IL-13;
· liberação de importantes quimocinas pró-inflamatórias, como RANTES (regulador da atividade normal de célula T expressa e secretada);
· produção do ânion superóxido pelos neutrófilos polimorfonucleares ativados;
· adesão e quimiotaxia de eosinófilos;
· expressão de moléculas de adesão, como a P-selectina;
· liberação de histamina, prostaglandina (PGD2) e leucotrieno (LTC4), dependentes da IgE;
· resposta broncoconstritora alérgica aguda e tosse alérgica em modelos animais.

RESULTADOS DE EFICÁCIA - DESALEX

A segurança de DESALEX Xarope foi demonstrada em dois estudos pediátricos. Crianças com idades de 2 a 11 anos com um histórico comprovado de rinite alérgica (RA) ou urticária idiopática crônica (UIC) receberam uma dose diária de 1,25 miligramas (2 a 5 anos de idade) ou 2,5 miligramas (6 a 11 anos de idade). O tratamento foi bem tolerado, conforme documentado por exames laboratoriais clínicos, sinais vitais e dados sobre intervalos eletrocardiográficos, incluindo QTc. Quando administrada nas doses recomendadas, a atividade farmacocinética da desloratadina foi comparável nas populações pediátrica e adulta. Portanto, como o tratamento da RA/UIC e o perfil da desloratadina são semelhantes em pacientes adultos e pediátricos, dados de eficácia da desloratadina em adultos podem ser extrapolados para a população pediátrica.Ref Em estudo com doses múltiplas, com administração diária de até 20 miligramas de desloratadina durante 14 dias, não foram observados efeitos cardiovasculares estatística ou clinicamente significantes. Em um estudo farmacológico em que a desloratadina foi administrada numa dose de 45 miligramas diariamente (nove vezes a dose clínica) durante dez dias, não foi observado prolongamento do intervalo QTc.

A desloratadina não penetra facilmente no sistema nervoso central. Na dose recomendada de 5 miligramas diários, não houve incidência excessiva de sonolência em comparação ao placebo. Até na dose de 7,5 miligramas diários, DESALEX não afetou o desempenho psicomotor nos estudos clínicos. Uma dose única de 5 miligramas de desloratadina não interferiu sobre avaliações padronizadas de desempenho de vôo, incluindo exacerbação da sonolência subjetiva ou funções relativas à habilidade de voar.

Não foram observadas alterações clinicamente significantes nas concentrações plasmáticas da desloratadina nos estudos de interações farmacológicas de doses múltiplas realizados com cetoconazol, eritromicina, azitromicina, fluoxetina e cimetidina.

Nos estudos farmacológicos clínicos, a administração concomitante de álcool não aumentou o prejuízo do desempenho induzido pelo álcool, nem aumentou a sonolência. Não houve diferenças significativas nos resultados de testes psicomotores entre os grupos que receberam a desloratadina e o placebo administrados isoladamente ou com álcool.

Em pacientes adultos e adolescentes com rinite alérgica, DESALEX Comprimidos foi eficaz no alívio dos sintomas como espirro, rinorréia, prurido e congestão nasal, assim como prurido, lacrimejamento e vermelhidão dos olhos e prurido do palato. DESALEX Comprimidos controlou os sintomas de modo eficaz por 24 horas.

Em dois estudos de 4 semanas em pacientes com rinite alérgica (RA) e asma concomitante, a desloratadina mostrou ser eficaz na redução dos sintomas de RA (rinorréia, espirro, congestão e prurido nasal, prurido, lacrimejamento e vermelhidão dos olhos e prurido do ouvido e palato) e asma (tosse, sibilância e dificuldade respiratória), reduzindo o uso de beta 2-agonista. O VEF1 não foi alterado nos grupos de tratamento com a desloratadina ou o placebo.

Em estudos clínicos conduzidos em adultos e adolescentes com urticária idiopática crônica, DESALEX Comprimidos foi eficaz no alívio do prurido e na redução do tamanho e número de erupções cutâneas, um dia após o início do tratamento. Em cada estudo, os efeitos foram sustentados pelo período de 24 horas. O tratamento com DESALEX Comprimidos também melhorou a função diurna e o sono, avaliados pela redução da interferência do sono e nas atividades rotineiras diárias.

DESALEX foi eficaz no alívio do desconforto da rinite alérgica, como demonstrado pelo escore total do questionário de qualidade de vida das rinoconjuntivites. A grande melhora foi demonstrada nos domínios relacionados a situações rotineiras e atividades diárias limitadas pelos sintomas.

Resumo da eficácia

A eficácia clínica da desloratadina foi avaliada em diversos grandes estudos randomizados, multicêntricos e placebo controlados. Nesses estudos, a desloratadina forneceu:

· Controle da totalidade dos sintomas nasais e não nasais da SAR;

· Alívio consistente da congestão nasal;

· Alívio dos sintomas durante toda a noite e durante todo o dia àqueles que sofrem de alergia, com dose única diária;

· Rápido alívio dos sintomas;

· Melhora da qualidade de vida.

Segurança e Tolerabilidade da Desloratadina A segurança clínica e a tolerabilidade da desloratadina em relação à segurança cardíaca, ao potencial para sedação, aos eventos adversos e às interações com alimentos e medicamentos foram avaliadas como componentes-chaves do programa de desenvolvimento clínico.

- INDICAÇÕES

DESALEX é indicado para o alívio rápido dos sintomas associados à rinite alérgica, entre eles espirro, rinorréia, prurido e congestão nasal, assim como prurido, lacrimejamento e vermelhidão dos olhos, prurido do palato e tosse.

DESALEX é indicado também para o alívio dos sintomas associados à urticáriaidiopática crônica, como prurido e redução do tamanho e número de erupções cutâneas.

CONTRAINDICAÇÕES - DESALEX

Hipersensibilidade à substância ativa ou a qualquer um dos seus componentes.

- MODO DE USAR E CUIDADOS DE CONSERVAÇÃO DEPOIS DE ABERTO Seguir as instruções do item POSOLOGIA.

POSOLOGIA - DESALEX

Crianças de 2 a 5 anos de idade: 2,5 mL (1,25 mg) de DESALEX Xarope uma vez por dia, independentemente da alimentação.

Crianças de 6 a 11 anos de idade: 5 mL (2,5 mg) de DESALEX Xarope uma vez por dia, independentemente da alimentação.

Adultos e adolescentes (maior ou igual a 12 anos de idade): Um comprimido revestido de 5 miligramas de DESALEX ou 10 mL (5 mg) de DESALEX Xarope uma vez por dia, independentemente da alimentação.

No caso de esquecimento de alguma dose, oriente seu paciente a tomar a medicação assim que possível e a manter o mesmo horário da ingestão do medicamento até o término do tratamento.

ADVERTÊNCIAS - DESALEX

Não foram observados efeitos sobre a capacidade de conduzir automóveis e de operar máquinas.Atenção: Desalex Xarope contém açúcar, portanto, deve ser usado com cautela em portadores de Diabetes.

DESALEX não contém corantes.

USO EM IDOSOS, CRIANÇAS E OUTROS GRUPOS DE RISCO - DESALEX

Uso durante a Gravidez e a Lactação
Não foram observados efeitos da desloratadina sobre a fertilidade em ratas, em uma exposição 34 vezes maior que a exposição em ser humano na dose clínica recomendada. Não foram observados efeitos teratogênicos, nem mutagênicos nos estudos realizados em animais com a desloratadina. Como não há dados clínicos de gestantes expostas à desloratadina, o uso de DESALEX durante a gravidez não foi estabelecido. DESALEX não pode ser usado durante a gravidez, a não ser que os benefícios potenciais sejam maiores que o risco.

A desloratadina é excretada no leite materno. Desse modo, o uso de DESALEX não é recomendado para mulheres que estejam amamentando.

Categoria C para gravidez segundo FDA.

Este medicamento não pode ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Uso em populações especiais

A desloratadina apresenta um excelente perfil de segurança em todos os subgrupos de pacientes. Com base nos dados atuais, não é necessário efetuar modificações de dose para pacientes idosos ou para pacientes com insuficiência hepática ou renal.

Pacientes com insuficiência hepática
Os estudos clínicos e farmacocinéticos confirmam a excelente segurança da desloratadina em pacientes com insuficiência hepática. Num estudo de dose única de segurança e tolerabilidade de desloratadina em 20 pacientes com doença hepática crônica estável, não se observaram quaisquer eventos adversos graves nem interrupções de tratamento devido a eventos adversos. A meia-vida (T1/2) da desloratadina mostrou-se levemente aumentada em pacientes com insuficiência hepática comparada com aqueles apresentando função hepática normal. Porém, não foi evidenciada nenhuma alteração do perfil de segurança da desloratadina, e os eventos adversos relatados pelos indivíduos apresentando insuficiência hepática foram de gravidade leve.

Pacientes com insuficiência renal
Os dados dos estudos clínicos confirmam o excelente perfil de segurança de desloratadina em pacientes com insuficiência renal.Ref Dos 2.346 pacientes tratados com desloratadina, não foram relatados eventos adversos relacionados à função renal. Entre os 1.838 pacientes tratados com desloratadina nos estudos de RA de dose múltipla, não foi observada evidência de nenhum efeito da desloratadina sobre os níveis séricos de uréia ou sobre os níveis séricos de creatinina.RefRefRefRef Um estudo de farmacocinética em andamento está avaliando a segurança da desloratadina em pacientes com diversos graus de insuficiência renal crônica, incluindo pacientes que requerem hemodiálise. Os dados preliminares desse estudo indicam que não há alterações clínicas relevantes nos testes laboratoriais associadas ao tratamento com desloratadina. Não foram descritos eventos adversos graves ou inesperados nesse estudo, e nenhum paciente descontinuou o tratamento devido a eventos adversos. O perfil de segurança da desloratadina em pacientes com insuficiência renal é favorável e acredita-se que, baseado nos estudos em andamento, não há recomendações até o momento de alteração de dosagem para esses pacientes.

Pacientes idosos

Os dados dos estudos clínicos confirmam a excelente segurança de desloratadina em pacientes idosos. Em estudos clínicos de dose múltipla e de dose única não foram observadas alterações dos parâmetros farmacocinéticos relacionadas à idade entre pacientes de 18 até 70 anos de idade. Uma análise de subgrupos demonstrou que a frequência e o tipo dos eventos adversos relatados pelos pacientes idosos foram similares àqueles relatados para a população em geral. Entre os 32 pacientes idosos que participaram desses estudos, a fadiga (2 pacientes) foi o único evento que ocorreu em mais de 1 paciente em todos os grupos de tratamento com desloratadina. Os resultados desses estudos confirmam a recomendação de que não é necessário realizar ajuste da dose de desloratadina em pacientes com idade superior a 65 anos de idade.

Uso em crianças

A eficácia e segurança da desloratadina não foram estabelecidas em crianças menores de 2 anos de idade.

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS - DESALEX

Não foram observadas interações medicamentosas clinicamente significativas com DESALEX Comprimidos nos estudos clínicos com azitromicina, eritromicina, cetoconazol, fluoxetina e cimetidina.

Não houve alteração na distribuição da desloratadina na presença de alimentos ou suco de grapefruit.

DESALEX administrado concomitantemente com álcool não potencializa os efeitos prejudiciais sobre o desempenho causados pelo álcool.

REAÇÕES ADVERSAS A MEDICAMENTOS - DESALEX

Em estudos clínicos em uma população pediátrica, DESALEX Xarope foi administrado a 115 crianças com idades de 2 a 11 anos. A incidência global de eventos adversos foi semelhante para os grupos DESALEX e placebo.

Em estudos clínicos com indicações incluindo rinite alérgica e urticária idiopática crônica, na dose recomendada de 5 miligramas diários, 3% a mais dos pacientes tratados com DESALEX Comprimidos relataram reações adversas em relação aos pacientes tratados com placebo. Os efeitos adversos mais frequentes superiores aos do placebo foram fadiga (1,2%), boca seca (0,8%) e cefaléia (0,6%).

Casos raros de reações de hipersensibilidade, incluindo anafilaxia e erupções cutâneas, têm sido relatados durante a comercialização da desloratadina.

Atenção: este é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis para comercialização, efeitos indesejáveis e não conhecidos podem ocorrer.

SUPERDOSE - DESALEX

Em caso de superdose, devem ser consideradas as medidas normais para extrair a substância ativa que não foi absorvida. Recomendam-se o tratamento sintomático e medidas de suporte.

Baseado em estudo clínico de dose múltipla em adultos e adolescentes, em que foram administrados até 45 miligramas de desloratadina (9 vezes a dose clínica), não foram observados efeitos clinicamente relevantes.

A desloratadina não é eliminada por hemodiálise; não se sabe se há eliminação por diálise peritoneal.

ARMAZENAGEM - DESALEX

DESALEX Comprimidos deve ser conservado entre 2°C e 30°C, protegido contra a umidade excessiva. DESALEX Xarope deve ser conservado em temperatura máxima de 30°C.

O prazo de validade é de 24 meses e se encontra gravado em sua embalagem externa. Em caso de vencimento, inutilize o produto.

DIZERES LEGAIS - DESALEX

Registro M.S.: 1.0093.0210.002-3Registro M.S.: 1.0093.0210.004-1
Farmacêutico(a) responsável: Lucia Lago Hammes - CRF/RJ-2804
DESALEX Comprimidos é importado por Indústria Química e Farmacêutica Schering-Plough S.A.

Estrada dos Bandeirantes, 3091 - Rio de Janeiro - RJ CPNJ 33.060.740/0001-72 - Indústria Brasileira DESALEX Comprimidos é fabricado por Schering-Plough S.A. de C.V., Xochimilco, MÉXICO DESALEX Xarope é fabricado por Indústria Química e Farmacêutica Schering-Plough S.A.

Estrada dos Bandeirantes, 3091 - Rio de Janeiro - RJ CPNJ 33.060.740/0001-72 - Indústria Brasileira

*Marca de Fábrica ago/04 Central de Atendimento 0800117788 - Cx. Postal 18388 - CEP 04626-970 O número do lote, a data de fabricação e o término do prazo de validade encontram-se na embalagem externa deste produto.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

-----------------------------------------------------

Bula do Paciente - DESALEX

- Princípio Ativo
Desloratadina
Desalex (Schering-Plough) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO - DESALEX

Indústria Química e Farmacêutica Schering-Plough S/ADESALEX*
desloratadina
FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES - DESALEX

USO ADULTO E PEDIÁTRICO

DESALEX Comprimidos e Xarope são indicados para uso oral.
DESALEX Comprimidos apresenta-se em embalagens com 10 comprimidos revestidos.
DESALEX Xarope apresenta-se em frasco com 60 mL.
Cada comprimido de DESALEX contém 5,0 miligramas de desloratadina.
Componentes inativos: fosfato de cálcio dibásico, celulose microcristalina, amido de milho, talco, lactose, hipromelose, dióxido de titânio, polietilenoglicol, cera branca, cera de carnaúba.
Cada mL de DESALEX Xarope contém 0,5mg de desloratadina.
Componentes inativos: propilenoglicol, sorbitol solução, ácido cítrico, citrato de sódio, benzoato de sódio, edetato dissódico, sacarose, aroma artificial e natural de chiclete, água purificada.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE - DESALEX

- COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

DESALEX é um medicamento cujo princípio ativo é a desloratadina que age como um antialérgico, ou seja, impede que a histamina (substância causadora da alergia) consiga agir e, portanto, que provoque os sintomas da rinite alérgica e de outras alergias.

POR QUE ESTE MEDICAMENTO FOI INDICADO? - DESALEX

DESALEX é indicado para o alívio dos sintomas associados com rinite alérgica como: coriza (corrimento nasal), espirros e prurido nasal (coceira no nariz) , ardor e prurido ocular (coceira nos olhos). Os sinais e sintomas oculares e nasais são rapidamente aliviados após a administração oral do produto. DESALEX é também indicado para o alívio dos sinais e sintomas de urticária (alergia de pele) e outras alergias da pele.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO? - DESALEX

CONTRAINDICAÇÕESNão utilize DESALEX se você já teve algum tipo de alergia ou alguma reação incomum a um dos componentes da fórmula do produto.

ADVERTÊNCIAS
Uso durante a Gravidez e Amamentação
Como a segurança do uso de DESALEX durante a gravidez ainda não foi comprovada, não pode ser utilizado durante esse período, a não ser que os benefícios potenciais sejam maiores que os riscos pontenciais para o feto.

A desloratadina é excretada no leite materno. Desse modo, o uso de DESALEX não é recomendado para mulheres que estejam amamentando.
Uso em crianças.
A eficácia e a segurança de DESALEX em crianças menores de 2 anos de idade não foram estabelecidas.
Atenção diabéticos: DESALEX Xarope contém açúcar.
DESALEX não contém corantes.

PRECAUÇÕES
Não foram observados efeitos sobre a capacidade de conduzir automóveis e de operar máquinas.Ref

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS
Não foram observadas interações relevantes com medicamentos.RefRef

Interações com alimentos

Não houve alteração na distribuição da desloratadina na presença de alimentos ou suco de grapefruit (tipo de fruta cítrica). Ref DESALEX administrado juntamente com álcool não aumenta os efeitos prejudiciais sobre o desempenho causados pelo álcool.

Este medicamento não pode ser utilizado em crianças menores de 2 anos de idade.

Informe seu médico ou cirurgião-dentista sobre o aparecimento de reações indesejáveis.

Informe seu médico ou cirurgião-dentista se você estiver fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Este medicamento não pode ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO? - DESALEX

ASPECTO FÍSICO
Verifique se o medicamento que você adquiriu possui as seguintes características:

DESALEX Comprimidos são de cor branca ou quase branca, redondos, com as iniciais "SP" em um dos lados e liso no outro.

DESALEX Xarope é uma solução incolor.

CARACTERÍSTICAS ORGANOLÉPTICAS
DESALEX xarope possui aroma artificial e natural de chiclete.

DOSAGEM
Em crianças de 2 a 5 anos de idade: 2,5 mL (1,25 mg) de DESALEX Xarope uma vez por dia, independentemente da alimentação.

Em crianças de 6 a 11 anos de idade: 5 mL (2,5 mg) de DESALEX Xarope uma vez por dia, independentemente da alimentação.

Em adultos e adolescentes (maior ou igual a 12 anos de idade): Um comprimido revestido de 5 miligramas de DESALEX ou 10 mL (5 mg) de DESALEX Xarope uma vez por dia, independentemente da alimentação.

No caso de esquecimento de alguma dose, tomar a medicação assim que possível e mantenha este mesmo horário de ingestão até o término do tratamento.

COMO USAR
DESALEX é indicado para uso oral e deve ser utilizado de acordo com as instruções do item DOSAGEM.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Antes de usar observe o aspecto do medicamento.

DESALEX Comprimidos não pode ser partido ou mastigado.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE CAUSAR? - DESALEX

Junto com os efeitos necessários para seu tratamento, os medicamentos podem causar efeitos não desejados. Apesar de nem todos estes efeitos colaterais ocorrerem, você deve procurar atendimento médico caso algum deles ocorra.As reações adversas mais frequentes foram: fadiga, boca seca e cefaléia (dor de cabeça).Casos raros de reações de alergia, incluindo anafilaxia (reação alérgica grave) e erupções cutâneas (manchas na pele), também podem ocorrer.RefRefRefRefRef
Atenção: este é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis para comercialização, efeitos indesejáveis e não conhecidos podem ocorrer. Neste caso, informe seu médico.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA GRANDE QUANTIDADE DESTE MEDICAMENTO DE UMA SÓ VEZ? - DESALEX

Se você utilizar grande quantidade deste medicamento, evite a provocação de vômitos e a ingestão de alimentos ou bebidas. O mais indicado é procurar um serviço médico, sabendo a quantidade de medicamento tomada e levando a bula do produto.

ONDE E COMO DEVO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO? - DESALEX

DESALEX Comprimidos deve ser guardado em locais com temperatura entre 2°C e 30°C, protegido da umidade excessiva. DESALEX Xarope deve ser guardado em locais com temperatura máxima de 30°C.O prazo de validade de DESALEX é de 24 meses e se encontra gravado em sua embalagem externa. Em caso de vencimento, não utilize o produto.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

DIZERES LEGAIS - DESALEX

Registro M.S.: 1.0093.0210.002-3
Registro M.S.: 1.0093.0210.004-1
Farmacêutico(a) responsável: Lucia Lago Hammes - CRF/RJ-2804
DESALEX Comprimidos é importado por Indústria Química e Farmacêutica Schering-Plough S.A.

Estrada dos Bandeirantes, 3091 - Rio de Janeiro - RJ CPNJ 33.060.740/0001-72 - Indústria Brasileira DESALEX Comprimidos é fabricado por Schering-Plough S.A. de C.V., Xochimilco, MÉXICO DESALEX Xarope é fabricado por Indústria Química e Farmacêutica Schering-Plough S.A.

Estrada dos Bandeirantes, 3091 - Rio de Janeiro - RJ CPNJ 33.060.740/0001-72 - Indústria Brasileira

*Marca de Fábrica ago/04 Central de Atendimento 0800117788 - Cx. Postal 18388 - CEP 04626-970 O número do lote, a data de fabricação e o término do prazo de validade encontram-se na embalagem externa deste produto.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA DESALEX - Laboratório Mantecorp
Caixa Postal: 18388 - CEP: 04699-970 - São Paulo - SP
Tel: 08000-117788
Email: atendimento@mantecorp.com
Site: http://www.mantecorp.com


Bulas
Principal